Balões, prisões e mais: o protesto que marcou o último Barcelona x Real Madrid

O motivo que fez a Liga Espanhola adiar o encontro entre Barcelona e Real Madrid, anteriormente marcado para 27 de outubro, pela 10ª rodada do campeonato local foi o medo pela tensão política envolvendo a Catalunha e o governo central de Madri. Mas não adiantou de nada: o duelo desta quarta-feira (18) ficou marcado por protestos e prisões.

Os protestos dos catalães são motivados pelas prisões dos líderes políticos que organizaram um referendo para saber se os catalães apoiavam, ou não, a independência em relação à Espanha. A situação voltou a ficar tensa em outubro deste ano, após a divulgação das penas para os presos-políticos.  

Protestos antes do jogo

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Antes da partida, o grupo Tsunami Democrático organizou um protesto pacífico nos arredores do Camp Nou. O mote principal foi pedir um diálogo entre o governo de Madri e as autoridades regionais da Catalunha.

Faixa durante El Clásico

Protestas Independencia Barcelona Real Madrid El Clásico LaLiga 18122019
Protestas Independencia Barcelona Real Madrid El Clásico LaLiga 18122019
(Foto: Getty Images)

Torcedores que se encaminhavam para dentro do estádio receberam, ainda no lado de fora, cartazes com os dizeres em inglês: “Spain, sit and talk” (Espanha, sente e converse). Durante a partida, uma grande faixa com a mesma mensagem apareceu em destaque nas arquibancadas.

O maior esquema de segurança da história

Durante a partida, policiais ficavam atentos para evitar qualquer chance de invasão de campo. Ao todo, estiveram envolvidos mais de 3 mil policiais, além de seguranças particulares, um número recorde na história do clássico.

Balões catalães e repetição do pedido

 

Aos 10 minutos do segundo tempo, balões com as cores amarelo e vermelha, presentes na bandeira da Catalunha, foram soltos no estádio. Além disso, os dizeres “Espanha, sente e converse” também apareceu em destaque – ainda que a transmissão oficial tivesse tentado esconder a imagem.

Confusão e prisões após o jogo

A intenção inicial de adiar o duelo para evitar confusões causadas pelo clima de ebulição popular não deu certo.

Houve confusão no entorno do estádio. O choque entre manifestantes e policiais acabou ocasionando em 46 feridos, de acordo com o Mundo Deportivo, e, de acordo com a ESPN, nove presos.

Em campo, os times ficaram no empate sem gols.

Leia também