Bahia lamenta morte da cantora Gal Costa, torcedora do tricolor: 'O Esquadrão chora pela gigante'

Gal Costa foi uma das maiores vozes da música brasileira (Reprodução/Instagram)


A cantora Gal Costa, ícone da música MPB, morreu aos 77 anos, nesta quarta-feira, em São Paulo. Ela foi reconhecida como uma das vozes mais potentes da música brasileira ao longo dos 57 anos de carreira. Nas redes sociais, o Bahia, clube pelo qual a vocalista torcia, lamentou a morte da artista.

+ Sadio Mané fora da Copa: veja 30 jogadores que preocupam para o Mundial do Qatar ou vão perder a competição

Na postagem, o perfil do tricolor baiano relembrou a gravação de Gal do hino do clube para o CD 'Doces Bárbaros Bahia', com participação de outros grandes artistas nacionais.

- Com extremo pesar, o Esquadrão chora pela gigante e tricolor Gal Costa. Uma das maiores vozes da música brasileira, ela também deixa como legado a gravação do nosso Hino no CD "Doces Bárbaros Bahia", lançado em 2000, junto com Maria Bethânia, Caetano Veloso e Gilberto Gil - escreveu.


Na sequência, o Bahia se direcionou aos entes queridos da cantora e fez referência a um de seus maiores sucessos.

- Nossos sinceros sentimentos a familiares, amigos e fãs. Gal será eternamente um acontecimento 'Divino Maravilhoso', com um de seus inúmeros sucessos - publicou.


Em 2012, a revista "Rolling Stone Brasil" considerou Gal Costa a sétima maior voz da música nacional. Além de cantora, ela foi compositora e multi-intrumentista.