Bahia cria oficina para discutir representatividade negra na estrutura do clube

Futebol Latino
LANCE!
Foto: Divulgação/Bahia
Foto: Divulgação/Bahia


Além de abordar diversas questões sociais dando ênfase nesse mês de novembro a questão racial, o Bahia resolveu fazer uma análise introspectiva sobre a representatividade dos negros na estrutura do clube e, na próxima terça-feira (26), realizará uma oficina com debate centrado no seguinte tema: "Igualdade Racial e Racismo Estrutural."

Em evento que acontecerá das 18 às 22h (horário de Brasília) o clube abordará questões pautadas na existência e proliferação de uma cultura com medidas racistas em diversos setores sociais. Tentando, como o próprio clube menciona, "ampliar o debate para a construção de uma sociedade e um Bahia mais justos e democráticos."

A oficina é um dos itens do programa previsto em projeto recentemente lançado pelo clube com a denominação Dedo na Ferida onde o objetivo central é, justamente, fazer as mais diversas análises de como o clube está se comportando mediante a esse cenário.

Além disso, existe a possibilidade também de empresas que se mostrem abertas a discutirem o tema serem inclusas no debate.

Essa e outras oficinas nessa linha de raciocínio oferecidas pelo Bahia serão ministradas pelo professor Edson Cardoso, Mestre em Comunicação formado pela Universidade de Brasília (UnB) e Assessor Especial da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial entre os anos de 2011 a 2014.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também