Bacca perde pênalti, mas faz dois e Milan vence o Chievo no Italiano

Em partida com três pênaltis e muita polêmica, time de Milão foi melhor e agora pressiona Inter de Milão e Lazio

Em jogo polêmico no San Siro, o Milan venceu o Chievo Verona por 3 a 1 neste sábado. Bacca e Lapadula marcaram para o time da casa, enquanto De Guzman descontou para os visitantes. O árbitro marcou pelo menos dois pênaltis duvidosos.

Com esse resultado, os Rossoneri sobem para a quinta posição na tabela, ficando com 50 pontos, e torcem por uma derrota da Lazio e da Inter de Milão neste domingo para terminar a rodada nesta posição. Já o Chievo fica em 11º, com 35 pontos.

O primeiro tempo foi morno, apesar de ganhar um pouco de emoção nos minutos finais. Com o time de Milão sonolento e devagar, o Chievo segurou bem até onde deu, fazendo jogo amarrado. Os donos da casa ainda perderam Suso, machucado, aos 34 minutos.

O primeiro gol saiu aos 24. Bacca passou para Deulofeu e o espanhol devolveu a bola. O colombiano limpou os marcadores e completou para o gol. Aos 42, o árbitro Fabio Maresca marcou pênalti duvidoso para os visitantes. De Guzman foi para a cobrança e deixou tudo igual.

No final, aos 46, a bola bateu na mão de Cesar na área e o juiz assinalou a penalidade. Bacca foi para a cobrança e bateu mal, mandando a bola para longe e por cima do gol, desperdiçando a chance de colocar o Milan em vantagem.







No segundo tempo, o jogo ficou mais animado, mas pobre tecnicamente. Bacca se redimiu do pênalti perdido aos 25 minutos. Após cobrança de escanteio, Romagnoli desviou de cabeça e colombiano, livre na área, completou para o gol.

Dez minutos depois, o árbitro deu outro pênalti duvidoso em cima de Ocampos. Lapadula foi para a cobrança e garantiu a vitória do Milan dentro de sua casa.

Na próxima rodada do Italiano, o Milan visita a líder Juventus em Turim, no dia 10, sábado, às 16h45 (de Brasília). Já o ChievoVerona recebe o Empoli em sua casa, no dia 12, segunda-feira, às 11h.



E MAIS: