Bélgica abre boa vantagem, mas vê Rússia empatar já nos acréscimos

Anfitriã da Copa do Mundo de 2018, a Rússia segue na preparação para não decepcionar jogando em casa no mundial. E parece no caminho certo. Nesta terça-feira, atuando em seus domínios, no estádio Olímpico de Fisht, a equipe de Stanislav Cherchesov bateu de frente com a jovem e promissora seleção belga e arrancou, já nos acréscimos, o empate por 3 a 3. Com dois gols, Benteke foi o destaque da Bélgica no amistoso.

A partida foi bastante movimentada. Depois de um primeiro tempo agitado, com quatro gols, a Bélgica parecia ter definido o jogo: Viktor Vasin abriu o marcador para a Rússia, mas Mirallas e Benteke, duas vezes, viraram para os belgas. Os donos da casa, porém, mostraram garra e força de recuperação e buscaram o empate já nos acréscimos da etapa final.

O primeiro tempo não decepcionou aos telespectadores que viam o amistoso. Com três minutos, os russos abriram o placar com Viktor Vasin. Depois de falta cobrada na entrada da área, que a zaga adversária afastou, a bola foi devolvida para o meio e o zagueiro apenas completou para o gol. Muito superior, com posse de bola de quase 70% durante toda a partida, a Bélgica não demorou para empatar. Mirallas, de pênalti, balançou as redes.

Aos 42 minutos da etapa inicial, Benteke, que já havia sofrido o pênalti do primeiro gol, aproveitou sobra do goleiro e empurrou para as redes com a cabeça. Três minutos depois, o atacante mostrou oportunismo e, de novo de cabeça, completou para o gol após ótima cobrança de falta.

Na segunda etapa, a Bélgica manteve a superioridade, até pelos jogadores mais técnicos, mas não conseguiu traduzir a alta posse de bola em gols. E pagou caro por isso. A zaga, confusa, não impediu os gols de Aleksey Miranchuk, em bela troca de passes dos russos, aos 29 minutos, e Aleksandr Bukharov, já aos dois minutos do tempo adicional, que recebeu na área e bateu por baixo das pernas do goleiro Mignolet.

Em primeiro lugar do Grupo H das Eliminatórias Europeias para a Copa de 2018, a Bélgica volta a campo pela competição em junho, no dia 9, contra a Estônia. Já a Rússia, que não disputa as eliminatórias por ser o país-sede do mundial, enfrenta o Chile, no mesmo dia, em amistoso sem local definido até o momento.