Dortmund contratará especialistas em segurança após ataque ao ônibus do time

Berlim, 21 abr (EFE).- O Borussia Dortmund vai aumentar as medidas de segurança e contratar especialistas após o ataque com explosivos que atingiu o ônibus da equipe e deixou duas pessoas feridas no dia 11 de abril.

Os planos foram revelados pelo diretor administrativo do clube, Hans-Joachim Watzke, ao jornal "Süddeutsche Zeitung" horas após a polícia alemã deter o suposto autor do ataque, um investidor que queria ganhar dinheiro com a queda das ações do clube.

"Os acontecimentos nos obrigam aparentemente a tomar medidas de segurança de uma forma totalmente nova", explicou o dirigente da única equipe alemã cotada na bolsa.

De acordo com Watzke, já foram realizadas várias reuniões de trabalho com especialistas em segurança, entre eles antigos agentes do Departamento Federal de Investigação Criminal (BKA) e da GSG9, a unidade de crimes graves e violentos.

"Vamos dedicar muito dinheiro para continuar melhorando as condições de segurança da equipe. O fato de ser a única equipe de futebol (da Alemanha) na bolsa nos fez ter um objetivo especial", reconheceu o diretor administrativo, ao cogitar estabelecer algum tipo de "restrição" na compra e venda de títulos.

A polícia alemã deteve nesta sexta-feira um cidadão alemão-russo supeito de ser o autor do atentado com explosivos contra o ônibus do Borussia Dortmund, segundo explicou a promotoria federal. EFE