Avaliação nesta quinta define se Cueva e Maicon jogam o clássico

Não é de hoje que Christian Cueva vem reclamando de dores e um incômodo na coxa esquerda. Mesmo assim, o meia peruano iniciou mais uma partida como titular do São Paulo nesta quarta-feira. O problema é que a marcação dura e o excesso de jogos em um período curto de tempo está pesando para o camisa 10. Contra o ABC, o jogador pediu para sair aos 20 minutos do segundo tempo. Após a vitória por 3 a 1 do Tricolor no Morumbi, o médico do clube, Dr. José Sanchez, admitiu que vai precisar avaliar a condição de Cueva antes de confirmar sua presença no clássico contra o Palmeiras, sábado, pelo Campeonato Paulista.

“Na verdade ele teve uma dor muscular na coxa esquerda, ficou sem reinar dois dias justamente para dar um descanso por causa dessa maratona (de jogos). É muito difícil. Ele não ficou parado, ele ficou treinando no Reffis, mas não participou de trinos para dar um maior tempo de recuperação. E hoje, como não foi um jogo fácil, pegado, ele tomou porrada na coxa, no joelho, na panturrilha, acabou sentindo no final um pouco mais nessa região que ele já havia se queixado. Vamos reavaliá-lo amanhã, no CT, mas, como eu disse, estou otimista porque ele não teve nenhuma clínica de lesão aguda. Estou otimista quanto a isso”, explicou o especialista são-paulino.

Outra dúvida para o Choque-Rei se diz respeito ao capitão da equipe tricolor. Maicon não encarou o Santo André no último domingo e também ficou de fora do primeiro duelo pela terceira fase da Copa do Brasil, nesta quarta, por causa de um entorse no tornozelo esquerdo sofrido semana passada, em Londrina, frente ao PSTC. Segunda, Sanchez, esta quinta também será um dia decisivo para o jogador.

“O Maicon na verdade nós estamos nos orientando pelo quadro de dor. Para jogar sábado ele teria de treinar amanhã, então, vamos ver como ele estará. Eu nem digo para jogar, porque quem escala é o técnico, mas para deixá-lo à disposição para treinar. Ele teria de treinar quinta, treinar sexta, para poder jogar no sábado. Vamos fazer exame amanhã pela manhã. A parte física preocupa um pouco menos, porque ele está afastado por seis dias apenas e tem uma parte atlética boa”, concluiu o médico.

Luiz Araújo também deixou a partida contra o ABC reclamando de dores no tornozelo, mas seu caso sequer gera preocupação para a comissão técnica do São Paulo. Nesta quarta, Neilton entrou no lugar do atacante. No meio, Wellington Nem foi o escolhido para substituir Cueva e Breno atuou na zaga ao lado de Rodrigo Caio.