Avaí/Kindermann e Corinthians empatam sem gols no primeiro jogo da decisão do Brasileiro Feminino

Futebol Latino
·2 minuto de leitura


Na primeira partida da decisão do Brasileirão Feminino entre Avaí/Kindermann e Corinthians, disputada na noite deste domingo (22), a rede acabou não balançando no estádio da Ressacada, em Florianópolis.

Contando com a ilustre presença da técnica da Seleção Brasileira, Pia Sundhage, bem que as atletas se esforçaram, porém o marcador acabou ficando no 0 a 0. Agora, as duas equipes voltarão a campo no dia 6 de dezembro, na Neo Química Arena.

O jogo

Com um início de poucos lances de emoção, o Avaí/Kindermann sabia da necessidade de não dar espaços ao Corinthians. No entanto, aos poucos, a equipe da capital paulista passou a aparecer mais em seu campo de ataque, conseguindo até criar lances de perigo como no chute de Grazi para a defesa de Bárbara, seguido por Tamires que também deu trabalho para a goleira do time catarinense, quase conseguindo abrir a contagem na Ressacada.

Até meados dos 30 minutos, o panorama do confronto basicamente seguia igual. Criando as melhores chances, o Timão seguia perdendo gols com foi com Adriana, que em uma chegada, acabou isolando a bola.

Aos poucos, já na reta final da etapa, o Avaí/Kindermann tentou melhor um pouco no jogo. No entanto, em raras chances criadas, praticamente não ofereceu perigo para Lelê, dando a deixa para as visitantes, novamente, partirem pra cima em busca de seu tento, mas também sem sucesso, dando a deixa para o árbitro encerrar os primeiros 45 minutos.

Já no segundo tempo, o confronto passou a ficar mais equilibrado. Com o Corinthians buscando mais o ataque nos primeiros movimentos, aos poucos o time catarinense foi melhorando e arriscando-se também até a área adversária, quase conseguindo abrir o marcador com Catyellen batendo bonito na bola, mas a camisa 12 do Timão fez um linda defesa espalmando para linha de fundo.

Mesmo com algumas alterações por parte do técnico Arthur Elias, o Avaí/Kindermann continuava apertando o time rival em busca de seu tento até meados dos 30 minutos.

Percebendo as donas da casa melhores, novamente o comandante do Corinthians optou por novas substituições. E surtiu efeito. Até a reta final do confronto, o Timão pressionou atrás de seu tento, conseguindo criar chances com Adriana, Vic Albuquerque e companhia, mas não o suficiente para inaugurar o placar, fazendo com que a arbitragem colocasse um ponto final na partida.