Avaí/Kindermann abre vantagem sobre o São Paulo na semi do Brasileiro Feminino

Marina Bufon*
·3 minuto de leitura


O Avaí/Kindermann não tomou conhecimento do São Paulo e aplicou o placar de 3 a 1, na Arena Barueri, no jogo de ida das semifinais do Campeonato Brasileiro Feminino A1 na noite deste domingo, abrindo uma bela vantagem para a partida da volta, que acontecerá no próximo sábado (14), às 14h, na Ressacada, em Florianópolis.

Com a presença da técnica da Seleção Brasileira Pia Sundhage na arquibancada, o primeiro tempo foi tomado pelas catarinenses, que foram melhor durante grande parte da etapa, tanto que dois tentos foram marcados nos 45 minutos iniciais, com Duda e Julia.

Na segunda etapa, intervenção correta do VAR logo no início não permitiu uma mudança de rumo, enquanto Julia fez o terceiro (seu segundo tento no jogo) e sacramentou a vitória. Ela, inclusive, foi eleita a Craque do Jogo, uma das novidades deste domingo. O gol de honra foi feito por Kamilla, já nos acréscimos.

Esse foi o primeiro duelo da semifinal e é importante lembrar que o gol fora de casa não é critério de desempate, assim como nas outras competições da CBF. Uma novidade foi a presença do árbitro de vídeo: foi a primeira vez na história que um jogo de futebol feminino teve direito à tecnologia no Brasil (e uma das poucas vezes no mundo, já que só houve na Copa do Mundo e na Liga dos Campeões da modalidade). Ele acabou, de certa forma, sendo decisivo.

Resumo do jogo
A partida começou com mais posse de bola para as são-paulinas, mas foi do Avaí a primeira chance, aos cinco minutos, em chute de fora da área de Caty, que obrigou uma bela defesa de Carla. A resposta veio aos nove minutos, com um cruzamento da Roberta para Jaque, que acabou cabeceando para fora por pouco. Aos 11, ótima oportunidade para o Avaí após contra-ataque, mas Caty acabou furando o chute.

A pressão das visitantes foi coroada com um gol de Duda aos 16 minutos, em chute desviado, depois de a defesa não ter afastado a bola que foi cruzada rasteira dentro da área. Depois da abertura do placar, o Kindermann perdeu um pouco da intensidade, mas roubou a bola na intermediária, partiu para o contra-ataque e chegou ao segundo gol com Julia em boa infiltração pelo meio, aos 31 minutos.

No início da segunda etapa, o VAR se fez necessário após o árbitro ter marcado um pênalti a favor do São Paulo. Graziani Maciel Rocha, após análise, anulou corretamente a penalidade e também o cartão amarelo que previamente havia dado para Simeia. Aos 13 minutos, o Tricolor chegou com perigo após cruzamento de Carol, mas Glaucia acabou cabeceando para fora.

Apesar do melhor momento do São Paulo, foi o Kindermann quem abriu mais vantagem no placar. Aos 15 minutos, em lance de rápido toque de bola e inversões, a bola ficou para Julia, de frente para o gol, que apenas chutou colocado no canto da goleira Carla.

O gol de honra foi feito nos acréscimos por Kamilla, que entrou na segunda etapa, após boa enfiada de Glaucia pelo meio, deixando o jogo da volta um pouco mais em aberto.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 x 3 AVAÍ/KINDERMANN
Local:
Arena Barueri, em Barueri (São Paulo)
Data e Horário: 8 de novembro de 2020, às 18h
Árbitro: Graziani Maciel Rocha (RJ)
Assistentes: Luis Cláudio Regazone e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (SP)
Cartões amarelos: Lauren (São Paulo)
GOLS: AVAÍ: Duda, aos 16’/1ºT; Julia, aos 31’/1ºT e aos 15'/2ºT; SÃO PAULO: Kamilla, aos 47/2ºT

*Sob supervisão de Vinícius Perazzini.