Auxílio emergencial: Caixa divulga calendário para novos aprovados

Yahoo Notícias
Foto: Bruna Prado/Getty Images
Foto: Bruna Prado/Getty Images

A Caixa anunciou neste sábado (13) que pagará o auxílio emergencial para 4,9 milhões de novos cadastrados a partir da próxima semana. O repasse de valores relativos ao benefício vai movimentar mais de R$ 3,2 bilhões.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Por terem sido admitidos no programa recentemente, esse grupo receberá somente a primeira parcela do benefício. Pelo agendamento divulgado pelo banco, o crédito será feito na conta desses brasileiros na próxima terça-feira (16) e quarta-feira (17).

Leia também

Na terça-feira, a previsão é o recebimento por aqueles nascidos entre janeiro e junho. Já na quarta-feira será a vez das pessoas com data de nascimento entre julho e dezembro. Os beneficiários poderão movimentar digitalmente os recursos utilizando o aplicativo Caixa Tem, que permite transações e pagamentos com QR Code.

Já o saque em dinheiro deverá seguir calendário próprio, iniciando em julho e variando a cada dia de acordo com a data de nascimento. Veja o calendário:

  • Nascidos em janeiro: 6 de julho;

  • Nascidos em fevereiro: 7 de julho;

  • Nascidos em março: 8 de julho;

  • Nascidos em abril: 9 de julho;

  • Nascidos em maio: 10 de julho;

  • Nascidos em junho: 11 de julho;

  • Nascidos em julho: 13 de julho;

  • Nascidos em agosto: 14 de julho;

  • Nascidos em setembro: 15 de julho;

  • Nascidos em outubro: 16 de julho;

  • Nascidos em novembro: 17 de julho;

  • Nascidos em dezembro: 18 de julho.

Segundo a Caixa, a definição de datas específicas de acordo com o calendário fixado pelo Ministério da Cidadania foi adotada para evitar aglomerações nas unidades de atendimento. No início do pagamento do auxílio, foram registradas longas filas em agências da Caixa em diferentes cidades do país.

As datas para o recebimento da segunda parcela ainda não foram divulgadas pelo Ministério da Cidadania e serão informadas posteriormente pelo órgão.

**Com informações da Agência Brasil

Leia também