Autuori lamenta desorganização e afirma: “O regulamento já está ferido”

O Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu, na quinta-feira, o JMalucelli com a perda de 16 pontos pela escalação irregular do atacante Getterson, o que força as quartas de final do Campeonato Paranaense serem alteradas. Em tese, pelo o que o próprio tribunal afirmou em nota, a única mudança nas quartas seria a entrada do Rio Branco no lugar do Jota.

Contudo o Federação Paranaense de Futebol (FPF), que é a responsável por decretar ou não o rebaixamento do JMalucelli, ainda não homologou os resultados dos primeiros jogos das quartas de final do torneio estadual. Com essa situação de indefinição, Paulo Autuori, treinador do Atlético-PR, falou sobre a situação da competição.

“Lamento a desorganização em relação a uma situação que já se esperava e poderia ter sido antecipada, evitado ter tido esses jogos antes de uma definição clara. Isso é uma questão de bom senso”, afirmou o técnico.

Paulo Autuori também evitou fazer qualquer previsão sobre o que deve acontecer com o Paranaense. “Não tem como. Ninguém sabe o que vai acontecer. O problema é que está aberto para qualquer reclamação e qualquer tomada de atitude. O regulamento já está ferido”, declarou o treinador.

Leia mais: Léo confirma seu afastamento no Furacão. Clube respondeu.

Mesmo com a indefinição de quando irá voltar a jogar pelo Campeonato Paranaense, o comandante do Furacão ressaltou que a equipe continuará trabalhando com o que tem em mãos para preparar a sua equipe da melhor maneira possível para as competições que disputa.

“Quanto a nós, vamos seguir o nosso caminho. Vamos desenvolver o nosso trabalho da melhor maneira possível, visando aquilo que queremos para a nossa equipe, que tem a ver com o Campeonato Paranaense, com a Libertadores e com o resto da temporada”, destacou.