Autuori confirma estreia de Honda e fala sobre jogo com portões fechados: 'Não podemos ficar alheios'


Honda, enfim, vai estrear pelo Botafogo. Depois de ter ficado fora da partida contra o Paraná, no meio de semana, o japonês estará em campo no próximo domingo, às 16h, contra o Bangu, pela terceira rodada da Taça Rio. Quem confirmou a escalação do jogador foi o próprio técnico Paulo Autuori.

Antes da determinação da CBF de que a partida no Nilton Santos deverá ser realizada com portões os fechados, o treinador falou sobre a partida e questionou o fato do jogo ser realizado apenas sem público.

- A princípio, vai jogar. Depende se vai ter jogo, ainda não sabemos. Terá uma reunião e os dirigentes estão à espera do que os governantes vão decidir. A questão é: futebol sem torcida perde um dos protagonistas, que é o público. Tomar a decisão de jogar de portões fechados... Aí eu pergunto: jogadores e comissão estão imunes, são de raças diferentes? Não faz sentido. Se evita para os torcedores, evite para os outros também. Parece que o profissional de futebol é uma raça que está imune a qualquer problema - disse Autuori, antes de completar sobre a preocupação com o coronavírus:

- Essas tomadas de decisão têm que ser corajosas. Não importa muito tempo hábil. Me parece que clubes co-irmãos fecharam até para imprensa. É porque afeta todo mundo. Nós, que somos afetados pelo futebol, somos pessoas como as outras. Não podemos ficar alheios. É um respeito que tem haver com todos.

Honda tem treinado com o elenco do Botafogo desde o começo de fevereiro. Por isso, Autuori disse ter mais de uma opção sobre como escalar o japonês. E ele deu uma pista sobre como pode o camisa 4 pode jogar no domingo: centralizado no meio. Isto porque o treinador lembrou da vitória sobre o Boavista, quando Bruno Nazário atuou pela direita e Cortez no meio.

- Isso está sendo preparado desde que ele começou a treinar com o grupo. Temos algumas hipóteses, algumas opções. O que é bom, não ter apenas uma. Ele nos dá essa possibilidade. No jogo com o Boavista, como a equipe jogou em termos de escalação? Fica essa dica, é uma opção - comentou Autuori, antes de completar sobre a chance de escalar Bruno Nazário e Honda:

- Dá para jogar o Bruno e o Honda? Claro que dá. Muda um pouco a característica da equipe. Se isso acontecer, temos que ter atenções a outras situações, que não vou falar aqui para não dar muitas pistas ao adversário - finalizou o treinador.












Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também