Autuori admite que jogadores estavam com a cabeça na Libertadores

O Atlético Paranaense foi surpreendido na Arena da Baixada pelo rival Coritiba e, com a derrota por 3 a 0, se complicou na disputa pelo título do Campeonato Paranaense 2017. O técnico Paulo Autuori após a partida corroborou com a impressão de todos que assistiram à partida de que o Furacão estava com jogadores presentes em campo, mas com a cabeça na Libertadores da América.

“Acho que a equipe entrou em campo com a cabeça no jogo de quarta-feira”, admitiu o treinador, que viu o adversário aproveitando as falhas para marcar os gols que precisava para abrir uma boa vantagem. “Hoje, não estivemos em campo. Só fisicamente. Erramos, falhamos. Em jogadas que não poderíamos falhar. Foi isso. Fizeram três gols em erros nossos”, acrescentou.

O comandante rubro-negro falou sobre a pressão pelo título internacional e a dificuldade que isso cria em um calendário com outras disputas. “Já vivi todas as situações. Quando se disputa a Libertadores a obsessão é essa. Depois que você vence a obsessão é o Mundial. E parece que só tem isso. Em maio disputaremos quatro competições. Tem o segundo jogo, a Libertadores, Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro. Temos que aprender isso”, avaliou.

Autuori já conversou com o grupo após a derrota, mas quer que o foco a partir de agora seja o San Lorenzo, adversário de quarta “Falei com eles, assumi o comando disso. E tem que agir imediatamente. Já foi falado o que tinha que ser falado. Agora é quarta-feira. Futebol é futebol. Depois voltamos a pensar no jogo do próximo domingo”, concluiu.