Autoridades australianas "decepcionadas" com cancelamento do amistoso Argentina-Brasil

Neymar e Messi conversam antes do jogo das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar em 5 de setembro de 2021 em São Paulo, que acabou sendo suspenso após a intervenção de funcionários da Anvisa por suposta violação aos protocolos anti Covid-19 (AFP/Nelson Almeida) (Nelson Almeida)

O ministro dos Esportes do estado australiano de Victoria reagiu com indignação após o cancelamento do tão esperado amistoso entre Argentina e Brasil, que deveria ter sido realizado no dia 11 de junho em Melbourne.

O promotor do evento disse ter sido informada de que a Argentina não estava preparada para viajar até a Austrália para a partida, "contrariamente ao seu acordo e compromisso prévio de fazê-lo".

Os torcedores que compraram ingressos para o jogo no Melbourne Cricket Ground, que aconteceria apenas cinco meses antes da Copa do Mundo, poderão solicitar o reembolso, disse o promotor.

"Estamos muito decepcionados e acho justo dizer que estamos muito chateados", disse Martin Paukula, ministro dos Esportes de Victoria.

"Acho que eles devem uma explicação aos torcedores australianos, porque ainda não deram uma justificativa aceitável ao promotor", acrescentou.

"É um jogo que teria sido incrivelmente popular aqui em Melbourne", concluiu.

No Rio de Janeiro, o coordenador da seleção brasileira Juninho Paulista disse que o cancelamento do amistoso "prejudicou muito nossa preparação" para a Copa do Mundo.

O Brasil agora quer encontrar um substituto para a partida durante a janela internacional de junho, a penúltima autorizada pela Fifa antes do início do Mundial (21 de novembro).

bur-djw/mmc/pst/dam/iga/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos