Autores de estudo que contraindicava cloroquina pedem que artigo seja retirado de revista

Yahoo Notícias
Cloroquina é usada no tratamento de malária e doenças autoimunes; não há comprovação de que ajude no tratamento da Covid-19 (Foto: Getty Images)
Cloroquina é usada no tratamento de malária e doenças autoimunes; não há comprovação de que ajude no tratamento da Covid-19 (Foto: Getty Images)

Autores do estudo que contraindicava a cloroquina, que havia sido publicado na revista científica “The Lancet”, pediram para que o artigo seja ‘despublicado’. A revista publicou uma nota de retratação na qual explica que os cientistas não conseguiram “completar uma auditoria independente dos dados que sustentam a análise”.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

A pesquisa publicada dizia que, com dados 96 mil pessoas, concluiu que a cloroquina poderia ter efeitos colaterais no sistema cardíaco. Inicialmente, o estudo havia sido publicado em 22 de maio. Foi por causa dessa pesquisa que a Organização Mundial da Saúde suspendeu os testes com o medicamento.

A revista “The Lancet” lançou a nota de retratação nesta quarta-feira. “Hoje, três dos autores do artigo pediram a retirada do estudo. Eles não conseguiram completar a auditoria independente dos dados que sustentam a análise feita. Como resultado, concluíram que não podem mais ‘garantir a veracidade das fontes de dados primárias’.”

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

A publicação garante que leva a sério as questões referentes à integridade científica e, por isso, questiona as questões que ficaram pendentes sobre a empresa Surgisphere. Os pesquisadores que fizeram o estudo coletaram informações da base de dados da empresa, que seriam de 671 hospitais.

Leia também

Ainda assim, não há estudos publicados que confirmem a efetividade da cloroquina no tratamento do coronavírus. O medicamento é usado para casos de malária e lúpus.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também