Autora do primeiro gol na final da Libertadores feminina vibra com o título da Ferroviária

LANCE!
·1 minuto de leitura


A Ferroviária venceu por 2 a 1 o América de Cali no domingo (21) e conquistou a Libertadores de 2020, segunda na história do clube. O caminho até a decisão
contou com vitória por 1 a 0 contra o River Plate, e decisão por pênaltis na semifinal contra a Universidad de Chile.

Lembre as principais camisas usadas por Rogério Ceni no São Paulo

Na grande final, a estrela de Sochor brilhou mais uma vez. Depois de converter pênalti fundamental na semifinal, a atacante marcou o primeiro gol da decisão aos sete minutos da etapa inicial. Além de entrar na história da competição como campeão, a jogadora também colocou seu nome no terceiro lugar de gols mais rápidos em finais.

VEJA CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO PAULISTÃO 2021

Titular durante toda a campanha, o gol de Sochor coroou o ótimo torneio que a atleta fez, aparecendo nos momentos decisivos das partidas. Sobre a partida e a conquista com a Ferroviária, a atacante vibrou com a conquista.

- Estou muito feliz pelo título, feliz em ter participado dessa edição da Libertadores com uma equipe que é muito mais do que isso, é uma família. E hoje acordamos campeãs da América. Nós não começamos tão bem, mas fomos crescendo e ganhando mais força no decorrer do campeonato, então podemos dizer que vivemos todas as fases possíveis em um só campeonato: a derrota, a superação, a entrega até o último minuto, os pênaltis com muita emoção até chegar a tão sonhada vitória do título. Só tenho a agradecer a Deus, fiz um gol no campeonato, mas foi no tempo de Deus, foi no momento certo e estou muito grata a todas as minhas companheiras por todo apoio e entrega também. Somos campeãs da América! - disse Sochor.