Ausente do resto da temporada por cirurgia, Nakagami renova com LCR para 2020

Redação GP

Takaaki Nakagami já sabe seu futuro dentro da MotoGP. Nesta terça-feira (15), a Honda confirmou a permanência do japonês na LCR em 2020, e também afirmou que vai passar por uma operação e perder as três últimas etapas de 2019.

 

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A renovação do #30 estava quase uma novela. O piloto fez a exigência de ter uma moto como a de Cal Crutchlow para o próximo ano, já que hoje comanda uma defasada. Enquanto isso, seu companheiro inglês afirmou que ele “não merecia moto da Honda”.

 

Entretanto, tudo terminou bem para Takaaki, que segue com a fábrica japonesa e o time satélite. “Primeiro de tudo, estou feliz em seguir com a Honda e com a LCR. Tenho sido capaz de melhorar muito neste ano e a Honda tem mostrado grande apoio e me dado um grande pacote. Tenho certeza que juntos podemos continuar isso em 2020”, disse.

 

Tetsuhiro Kuwata, diretor geral de operações de corridas da HRC, também disse que “estamos orgulhosos em continuar com Nakagami na MotoGP em 2020. Como piloto, continua a desenvolver e crescer durante 2019. É alguém que inspira muitos jovens talentos no Japão e Ásia com seu trabalho duro e foco. Desejo o melhor e total recuperação, e estamos ansiosos por 2020”.

Takaaki Nakagami (Foto: Red Bull Content Pool)



Mas Nakagami vai ter de ficar de fora da reta final da temporada 2019. Em Assen, acabou derrubado por Valentino Rossi, e desde então tem enfrentado fortes dores em seu ombro. Foi decidido então que o japonês vai operar o membro lesionado.

 

“Sobre a lesão, após a queda que tive em Assen, me vi com alguma dor e sem força no meu ombro. Fui ao médio para entender a situação e mesmo que tenha sido capaz de pilotar com a lesão, não tem sido o ideal, então tomamos a difícil decisão junto com a Honda e LCR de operar agora”, concluiu.

 

O competidor sofre de um problema bastante similar com o sofrido por Marc Márquez no final de 2018 – e que obrigou o espanhol a também passar pela sala de operações ao final da temporada. O tempo de recuperação gira em torno de cinco a seis meses.

 

Resta agora saber quem vai assumir a vaga do #30 no Japão, Austrália e Valência. Nos últimos dias, tem surgido os boatos de quem vai tomar o lugar é Johann Zarco, atualmente sem espaço no grid da MotoGP.



Paddockast #37

GRANDES RIVALIDADES INTERNAS 


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM





Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.






Leia também