Ausência do VAR rouba cena em equilibrada semifinal entre PSG e Barcelona na Champions League

Lucas Humberto
·2 minuto de leitura

Quem pensou que só sentiria a emoção da Champions League na próxima terça-feira (27) estava completamente enganado. As equipes femininas do Paris Saint-Germain e Barcelona duelaram na manhã deste domingo (25), em partida válida pela semifinal do torneio continental mais importante da Europa.

O jogo foi marcado pelo conhecido alto nível do futebol europeu, mas também não faltou raça. Jennifer Hermoso, do Barcelona, abriu o placar aos 13 minutos do primeiro tempo e manteve sua tradição de ser decisiva. Alana Cook, do PSG, tratou de deixar tudo igual ainda aos 21 minutos da primeira parcial. A igualdade no placar traduziu o equilíbrio do duelo. Pela equipe culé, Caroline Graham Hansen mais uma vez entregou muita regularidade.

Arqueiras tiveram boas atuações na partida. | STEFANO RELLANDINI/Getty Images
Arqueiras tiveram boas atuações na partida. | STEFANO RELLANDINI/Getty Images

As duas equipes levaram bastante perigo aos gols adversários, mas ambas arqueiras estiveram bem no confronto. Christiane Endler, da equipe francesa, fez boas defesas e anulou as principais atacantes culés.

Pelo lado mandante, a atacante Sandy Baltimore esteve um pouco apagada e isso contribuiu para que os visitantes tivessem uma ligeira superioridade. Contudo, infelizmente, a partida também foi marcada por lances polêmicos, que seriam facilmente solucionados se houvesse a tecnologia do VAR.

Nas redes sociais, torcedores manifestaram indignação pela ausência do árbitro de vídeo na competição:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O lance mais polêmico do confronto aconteceu quando Paulina Dudek, defensora do PSG, teve um contato faltoso dentro da área, impedindo que sua adversária avançasse. As jogadores pediram pênalti, mas como não há árbitro de vídeo, a partida seguiu normal.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

O segundo confronto acontece no próximo domingo (02), às 07h de Brasília, na Johan Cruijff Arena.