A ausência de Neymar foi determinante na derrota do Barcelona?

O segundo jogo do Barcelona contra o PSG foi impressionante, sobretudo pela atuação e força de vontade de Neymar. O brasileiro foi o melhor em campo e apontado como o principal responsável pela classificação catalã. A festa, no entanto, não durou mais do que alguns dias. No jogo seguinte, sem o brasileiro, é verdade, o time de Luis Enrique voltou a revelar muitas das suas deficiências.

O jornal Marca questionou nesta segunda-feira (13), se Neymar fez tanta falta assim na derrota por 2 a 1 para o La Coruña, no fim de semana, e também evidenciou a falta de coletividade, de concentração defensiva nos escanteios, além da péssima atuação de Messi e Arda Turan, André Gomes, Denis e Alcácer passando despercebidos.

Sergio Busquets Neymar Barcelona


(Foto: Getty Images)

VEJA TAMBÉM:
Quem pode quebrar recorde de Pogba? | Cartoon do Dia | Real Madrid deu ultimato a De Gea

É muito fácil, após os 90 minutos, recorrer a ausência de Neymar, lesionado, ou ao cansaço pelo jogo anterior, para explicar a queda de produção, conforme tentou Suárez. A realidade é que nos últimos jogos, talvez nos últimos meses, o Barça depende muito do talento individual de seus craques e quando eles não estão em campo ou em um dia inspirado, a equipe sofre.

Os números de Neymar na La Liga e na Champions:

O espírito competitivo de Luis Suárez, um dos melhores em campo, não foi suficiente neste domingo (13). O time que surpreendeu o mundo na quarta-feira (8), mais do que a falta de Ney, pareceu menos motivado, fez os torcedores quase dormirem, de tanta apatia.