Ex-promessa são-paulina foi comparada a Dani Alves, mas agora busca se firmar na MLS

Yahoo Esportes
Auro durante a final da última temporada da MLS (Jeff Halstead/Icon Sportswire via Getty Images)
Auro durante a final da última temporada da MLS (Jeff Halstead/Icon Sportswire via Getty Images)

Por Ivo Felipe

Auro sequer havia estreado na equipe profissional do São Paulo, mas as comparações já existiam. Aos 18 anos, foi a Barcelona com seu empresário e pôde conhecer seu ídolo e a quem era constantemente equiparado. Curiosamente, hoje é Daniel Alves quem está no clube que deu a Auro sua primeira chance. Empréstimos e lesões se passaram, e o lateral de 24 anos agora firma-se como destaque do Toronto FC, vice-campeão da liga americana de futebol (MLS).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Paulista de Jaú, Auro era o principal nome de sua geração. Entre os profissionais do São Paulo, no entanto, nunca correspondeu à expectativa que se criou sobre sua promoção ao time adulto. Foi emprestado então ao América-MG, em 2017, mas sofreu uma séria lesão no joelho esquerdo o e teve de retornar ao Tricolor. Perdeu espaço durante após a reabilitação e foi emprestado ao time norte-americano em fevereiro de 2018. 

Leia também:

“Aquele era o momento em que eu tinha de sair do São Paulo mesmo. Eu queria, precisava jogar, então abracei a oportunidade. Algumas pessoas me disseram que era um passo atrás, algo ruim, mas eu sabia que aqui poderia jogar. Abracei a oportunidade e tem dado tudo certo”, disse Auro, em entrevista ao Yahoo Esportes, durante a reapresentação do Toronto FC para a temporada de 2020.  

Em seu primeiro ano no Toronto FC, Auro acumulou lesões em decorrência de um desequilíbrio muscular, ainda fruto do problema sofrido no joelho. Mesmo assim, mostrou o suficiente para ser adquirido de maneira definitiva pela equipe canadense. Na temporada de 2019, pôde ter uma sequência maior e ajudou o time a chegar à decisão da MLS, em que seria derrotado pelo Seattle Sounders. 

“Ele tem evoluído muito. Quando chegou a Toronto, recuperava-se de uma lesão séria no joelho e nossa preocupação maior era colocá-lo em forma. Na ocasião, em sua chegada, estávamos em meio a playoffs. Naquele momento, ele não estava pronto para o tanto que o demandamos.  Em 2019, nós conseguimos tratá-lo com mais calma e foi aí que vimos Auro ser excelente. Para mim, é um dos melhores laterais-direitos da liga”, afirmou Greg Vanney, técnico do Toronto FC.  

A confiança do treinador ecoa por toda a franquia. Auro teve recentemente seu contrato renovado por mais dois anos com a equipe, que chegou a três das últimas quatro finais da MLS (conquistou o título de 2016). Na temporada passada, o brasileiro apareceu em 23 partidas disputadas (22 das quais como titular). O bom desempenho o faz projetar um salto maior na carreira em um futuro breve. 

“Quero ficar aqui mais estes dois anos e aí pensar em meu futuro. Ainda tenho a vontade de jogar na Europa, como todo jogador. A ideia é ter algo um pouco diferente do que tenho aqui, apesar de gostar muito de Toronto, do clube e dos fãs. Mas ainda tem muita água para rolar e a prioridade é me concentrar nesta temporada para que a gente consiga ser campeão.” 

Auro pede paciência e torce para fim de jejum do São Paulo

Seu ídolo, Daniel Alves, é agora dono da camisa 10 do São Paulo. A equipe paulista aposta em um dos jogadores mais vitoriosos do futebol mundial para encerrar o incômodo jejum sem títulos, que perdura desde a Copa Sul-Americana de 2012. A seca também importuna Auro, que viveu seus primeiros 9 anos no futebol dentro do clube. O lateral, contudo, prega paciência à torcida, que tem pressionado a equipe constantemente. 

“O Daniel Alves chegou ao São Paulo e todos querem que ele exploda rapidamente. Não é assim que funciona, ele precisa de tempo, chegou há apenas alguns meses e ainda está entendendo como o time joga. Não adianta pensar que vai ganhar tudo de cara. O Daniel, como jogador e como pessoa, dispensa comentários”, disse Auro.

“Torço para que o São Paulo ganhe pelo menos o Campeonato Paulista este ano. Faz muito tempo que o time não conquista um título e um clube do tamanho do São Paulo não pode passar por isso”, completou.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também