Aumento de mandato e voto do Fiel Torcedor: Conselho do Corinthians define data para votação das pautas

Reunião do Conselho será no auditório do Parque São Jorge, sede social do Timão (Foto: Divulgação/Corinthians)


O Conselho Deliberativo do Corinthians marcou para a próxima quarta-feira (16) a reunião que votará algumas mudanças no estatuto do clube. Entre as pautas principais estão a ampliação do mandato do presidente e dos conselheiros, além permissão para que sócios tenham direito ao voto eleitoral.

+ Confira detalhes da terceira camisa e a nova linha do Corinthians em alusão ao Mundial do Japão

Dois documentos serão levados à votação. O primeiro, aprovado pela comissão de reforma estatutária, apresenta a alteração de 15 pontos do regimento interno do Timão, sendo o principal referente ao aumento do período em que o próximo presidente e conselheiros ficarão à frente dos seus cargos. Caso aprovado, a partir de 2023 as funções terão período de duração de quatro anos, e não mais três. Já o segundo relatório foi proposto por 121 conselheiros e assinado por Romeu Tuma Jr., prevendo 65 mudanças no estatuto, entre elas o direito ao voto do associado no programa Fiel Torcedor adimplente a partir de cinco anos - outras obrigatoriedades também poderão ser impostas para a aprovação.

+ Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos do Timão

Diferentemente das últimas votações para mudanças, que foram decididas em um pacote geral, desta vez cada item que tiver as alterações solicitadas será decidido à parte. Aqueles que foram aprovados entre os conselheiros serão levados posteriormente para uma assembleia de sócios, que terá data definida após a reunião do conselho.

Nenhuma das possíveis mudanças, se aprovadas, valerão para o atual mandato ou para a eleição, que acontecerá no fim do ano que vem. Qualquer alteração estatutária que venha ocorrer terá validade a partir de 2024.