Atuações: Sem inspiração na frente, setor defensivo se destaca em empate

Guilherme Amaro e WIlson Baldini Jr.

Em jogo fraco tecnicamente no Estádio Santa Cruz, Guilherme Arana e Cássio apareceram no momento certo e por isso tiveram as melhoras notas do Corinthians no jogo de ida das quartas de final do Paulistão. Veja as notas:

ATUAÇÕES CORINTHIANS:

6,5
Cássio

Fez uma boa defesa no início do jogo e depois praticamente não foi mais exigido. Correto nas saídas pelo alto.

6,0
Fagner

Não comprometeu na marcação e foi discreto no apoio ao ataque.

5,0
Balbuena

Errou passe em lance que originou ótima chance para o Botafogo-SP perdida por Rafael Bastos. Deu ainda outro vacilo atrás.

6,0
Pablo

Ficou perdido em um lance no primeiro tempo, mas conseguiu se recuperar a tempo.

6,5
Guilherme Arana

Salvou o Corinthians duas vezes: ao travar Rafael Bastos e cortar cruzamento perigoso. Sem brilho nas chegadas ao ataque.

6,0
Gabriel

Deu alguns espaços principalmente no primeiro tempo. Por outro lado, desarmou e não comprometeu nas saídas de bola.

5,5
Camacho

Foi titular novamente na vaga de Rodriguinho e não conseguiu criar perigo. Apareceu bem em apenas um lance, que Neneca antecipou.

5,0
Romero

Voltou a ser titular após defender o Paraguai e entrar no segundo tempo no jogo passado. Foi esforçado, mas errou praticamente tudo que tentou.

5,5
Jadson

Atuou novamente pelo meio e não conseguiu organizar a equipe. Assim como os companheiros no meio, não esteve em um dia inspirado.

5,5
Maycon

Atuou aberto pelo lado esquerdo e pouco acrescentou. Ao contrário de outros jogos, não conseguiu fazer boas jogadas com Arana.

6,0


Apesar da falta de inspiração da equipe, conseguiu se destacar. Voltou para ser opção, fez o pivô e deu bom passe para Romero.

5,5
Clayton

Fez sua estreia pelo Corinthians em um péssimo jogo da equipe. Não conseguiu mudar a postura do time e nem criar perigo.


Léo Jabá

Entrou aos 37 minutos do segundo tempo e praticamente não pegou na bola. Fica sem nota.

5,5
Fabio Carille

Só tinha o desfalque de Rodriguinho da equipe considerada ideal, mas Corinthians não conseguiu criar. Não fez a terceira substituição.

ATUAÇÕES BOTAFOGO-SP:

6,0
Neneca

Foi um espectador privilegiado. Praticamente não foi exigido.

6,5
Samuel Santos

Travou um belo duelo com Guilherme Arana.

5,0
Gualberto

Foi superado por Jô.

6,0
Filipe

Sério, compensou as falhas do companheiro de zaga.

5,5
Fernandinho

Não foi bem tanto no apoio como na marcação.

6,5
Marcão Silva

Supervisionou a marcação por zona feita em Jadson.

6,0
Pituca

É o armador do time. Habilidoso, mas exagera na individualidade.

5,0
Bileu

Muita transpiração, pouca produção.

5,0
Rafael Santos

Apareceu muito no jogo, mas errou demais.

6,0
Marcão

Brigador, incansável, mas não esteve em uma noite feliz.

7,0
Francis

Disparado o melhor do Botafogo. Deu uma canseira em Fagner.

6,5
Wesley

Entrou com vontade, mas não encontrou disposição dos companheiros.

_
Matheus Mancini

Entrou no fim e fica sem avaliação.

-
Bernardo

Entrou aos 46 da etapa final e também não tem nota.

6,0
Moacir Junior

Diante da falta de vontade do Corinthians, poderia ter colocado o Botafogo mais no ataque.


























































































E MAIS: