ATUAÇÕES: Guilherme muda a cara do Botafogo e garante virada

David Nascimento

O Botafogo foi valente e na noite desta quarta-feira, no Nilton Santos, conseguiu, de virada, superar o Sport por 2 a 1, mesmo com um jogador a menos desde o primeiro tempo. Guilherme foi o responsável por mudar a cara alvinegra e fazer os gols para a sua equipe. Confira a seguir as notas dadas pelo LANCE! aos jogadores e treinadores dos dois times!

BOTAFOGO

6,5
Gatito Fernández

Fez defesas importantes. Responsável por garantir a vitória da equipe, até por conta de ter passado sufoco com um a menos desde a etapa inicial. Defendeu um pênalti.

6,0
Emerson

Aproveitou os lances de contra-ataque para levar perigo ao gol adversário. Foi uma opção importante para o treinador na partida da Copa do Brasil.

5,0
Carli

Apagado no primeiro tempo, não retornou do intervalo. Não conseguiu ajudar a equipe, dando espaços para intervenções dos rivais.

4,0
Emerson Silva

Cometeu um pênalti bobo e deu sorte, pois não prejudicou ainda mais a equipe por conta do mesmo ter sido defendido por Gatito Fernández.

5,0
Victor Luís

Não conseguiu ser veloz como o treinador desejava. Ainda pecou na tranquilidade ao tomar algumas decisões para a equipe no jogo.

6,5
Airton

Contribuiu bem na ligação entre os setores. Teve influência no primeiro gol marcado pela equipe após lance de velocidade em contra-ataque.

1,0
Bruno Silva

Recebeu dois cartões em um período de dois minutos, sendo expulso ainda no primeiro tempo e prejudicando demais o andamento da equipe.

6,0
João Paulo

Cumpriu bem as obrigações em campo, sendo um bom nome na ajuda criativa para que as adversidades fossem superadas.

6,0
Camilo

Mostrou oportunismo no trabalho de posicionamento na busca do resultado. A disposição em campo foi nítida em todos os instantes.

8,5
Guilherme

Mudou a cara da partida em seus lances ofensivos. Foi o responsável pelos gols da virada da equipe, mesmo com um jogador a menos em campo.

6,0
Sassá

Não levou muito perigo ao gol adversário, mas contribuiu em outros aspectos importantes, como o retorno para ajudar defensivamente.

5,5
Marcelo

Não conseguiu compor bem o estilo de jogo proposto para melhorar a situação da equipe, com um jogador a menos no segundo tempo.

5,5
Rodrigo Pimpão

Entrou em campo para ajeitar as falhas de finalização então cometidas ao longo dos 45 minutos iniciais, mas pouco conseguiu fazer.

5,0
Matheus Fernandes

Foi uma alternativa para dar um gás nos minutos finais na busca pela vitória. Ficou apenas na corrida no pouco que esteve em campo.

6,0
Técnico: Jair Ventura

De olho na Libertadores, armou um time misto, mas encontrou dificuldades no primeiro tempo. Conseguiu melhorar no segundo.

SPORT

5,5
Magrão

Fez boas defesas, mas nos gols sofridos não esteve bem posicionado.

7,5
Samuel Xavier

Desenvolveu bem as jogadas pela direita e ainda ajudou no ataque. Fez um bonito gol no início.

5,5
Durval

Não se posicionou bem. Poderia ter sido melhor nos desarmes.

4,0
Matheus Ferraz

Falhou nos dois gols sofridos pela equipe na partida.

5,5
Mena

Pecou na velocidade.

5,0
Fabrício

Atrapalhou mais do que ajudou na ligação entre os setores.

6,0
Rithely

Foi bem na criação.

5,5
Ronaldo

Não foi muito feliz.

5,0
Diego Souza

Perdeu um pênalti.

6,0
Rogério

Bem posicionado, conseguiu criar chances de gol.

4,5
Lenis

Errou praticamente tudo que tentou fazer enquanto esteve em campo.

6,0
André

Participativo, foi veloz e ajudou no esquema ofensivo do time.

5,0
Rodrigo

Não foi bem.

5,5
Everton Felipe

Entrou para ajudar na criação, mas pouco conseguiu fazer.

5,0
Técnico: Ney Franco

Colocou o time bem postado para o jogo fora de casa. Entretanto, demorou para fazer nova arrumação no esquema depois que ficou com um jogador a mais em campo.





























































































E MAIS: