ATUAÇÕES: Guerrero foi o destaque na classificação do Flamengo

João Pedro Granette e Igor Siqueira

Em um jogo bem movimentado, o Flamengo venceu o Botafogo por 2 a 1, neste domingo e vai encarar o Fluminense na decisão do Campeonato Carioca. Autor dos dois gols do Rubro-Negro, o atacante Paolo Guerrero foi o grande destaque da partida. Pelo lado Alvinegro, o principal nome foi Sassá, que entrou com vontade no segundo tempo, sofreu o pênalti e marcou o gol. Confira as avaliações do LANCE!.

Flamengo

6,0
Alex Muralha
Pouco exigido, não teve tanto trabalho na partida. Participou mais, cortando os cruzamentos e mostrou segurança nas saídas do gol.

6,5
Pará
Muito acionado no ataque, apareceu bem nos lances ofensivos do
Flamengo. Já na defesa, conseguiu levar a melhor sobre os atacantes.

7,0
Réver
Outra atuação segura do capitão rubro-negro na temporada. Conseguiu
marcar bem Roger. Fez o pênalti no fim, mas não comprometeu no jogo.

6,5
Rafael Vaz
De volta ao time titular no jogo de ontem, zagueiro não comprometeu na
defesa e fez cortes providenciais em alguns ataques do Botafogo.

6,5
Trauco
Lateral peruano por muitas vezes tentou puxar as jogadas de ataque e fez
boa dupla com Everton pela esquerda. Foi um pouco vulnerável na defesa.

6,0
Márcio Araújo
Marcou muito e se movimentou bastante. Nas saídas de bola apresentou
alguma dificuldade para começar as jogadas. Errou alguns passes bobos.

6,0
Romulo
Voltando a atuar depois de ficar bom tempo fora, camisa 27 fez a
cobertura dos laterais e tentou criar jogadas ofensivas nos contra-ataques.

6,5
Willian Arão
Sem Diego, por muitas vezes foi o volante que criou as jogadas de perigo.
Fez boa partida e foi importante na marcação da saída de bola do Bota.

5,5
Gabriel
Sem Diego, clube tentava jogar mais pelas pontas. Camisa 17 participou do
jogo na primeira etapa e ainda perdeu chance clara de cabeça.

7,0
Everton
Meia-atacante foi um dos melhores em campo. Muita velocidade pelo lado
esquerdo e foi ele quem começou a jogada para o gol de Guerrero.

8,0
Guerrero
Nome da partida. Peruano criou as melhores chances para o Fla, deixou a
sua marca e também fez o papel de armador em alguns momentos.

6,0
Renê
Assim como aconteceu em outras partidas, entrou e ficou mais focado na
parte defensiva, para liberar Trauco. Não comprometeu na defesa.

6,0
Berrío
Colombiano entrou para explorar os contra-ataques e teve alguns bons
momentos ganhando sempre na corrida de Victor Luís pelas laterais.

Sem nota
Mancuello
Sem tempo para participar com efetividade da partida.

7,0
Zé Ricardo

Sem Diego, treinador mandou uma equipe com três
volantes, mas mesmo assim foi mais ofensivo que o Botafogo.


Botafogo


6,0
Gatito Fernández
Não fez muitas defesas, apesar do domínio rival, mas apareceu de forma fundamental em um chute de Guerrero. Sem culpa nos gols.

5,0
Fernandes
Improvisado, acabou ficando muito preso pela responsabilidade de fechar um setor com Everton e Trauco. Cometeu um pênalti.

6,0
Emerson Silva
Em geral, foi bem nas jogadas pelo alto. O lado esquerdo da zaga foi mais seguro no jogo do que o direito.

5,5
Carli
Teve muito trabalho na briga pelo melhor posicionamento com Guerrero. Levou cartão em jogada na qual apelou para o carrinho.

4,5
Victor Luis
Poderia ter sido mais ousado. Não conseguiu ser válvula de escape do time pela esquerda. Afastou mal a bola que virou passe para gol do Fla.

5,0
Rodrigo Lindoso
Diante de um time sem um meia criativo, fixou-se à frente da área e dali não saiu. Se fosse mais ousado, o time poderia ficar mais desafogado.

5,0
Dudu Cearense
Muito burocrático. Poderia ter acelerado mais a saída para alimentar Camilo e Pimpão. Sacado após o time levar 1 a 0.

5,5
João Paulo
Entrou no pacote setor que foi dominado pelo Fla. No primeiro tempo, sozinho. Depois, não achou Pimpão quando atuou no mesmo lado dele.

5,0

Camilo
Sumidão o jogo inteiro. Não apareceu nas puxadas de contra-ataque e se “escondeu” entre os defensores do Fla.

5,0

Rodrigo Pimpão
Começou pela esquerda, não levou perigo. Foi para o lado direito, também não arrumou nada.

4,5
Roger
Inoperante no ataque. Foi facilmente neutralizado pela dupla de zaga do Fla. Movimentação não deu certo.

7,0
Sassá
O time só passou a atacar mais quando ele entrou. Sofreu pênalti de Réver e marcou o único gol alvinegro na partida.

6,0
Guilherme
Outro que deixou o Botafogo menos tímido, tentando dribles e bolas insinuantes pela esquerda. Mas não teve sucesso.

Sem nota
Gilson
Entrou no fim, sem tempo de fazer algo.

5,0
Jair Ventura
O time foi muito tímido, mesmo precisando vencer. Só saiu para o jogo quando o “caldo” já estava derramado.






































































































































E MAIS: