ATUAÇÕES: Dupla do Botafogo brilha no clássico contra o Fluminense

Com nota 7,5, os alvinegros Sassá e Gilson foram os destaques da classificação do Botafogo para a final da Taça Rio após vitória sobre o Fluminense neste domingo. O atacante foi autor do terceiro gol do Botafogo no Nilton Santos e infernizou a zaga tricolor. Já o lateral-esquerdo deu duas assistências no confronto. Pelo lado do time de Abel, o atacante Richarlison recebeu a maior nota. Veja a avaliação dos jogadores do Clássico Vovô.

BOTAFOGO

6,5
Gatito Fernández
Logo no início, salvou lance em que Marcos Junior saiu sozinho com ele. Bem colocado nas ações, ainda buscou cabeçada de Pedro no canto.

5,5
Fernandes
Quebrando um galho pela direita, ficou muito preso a defesa. Fazia um jogo seguro, mas cometeu pênalti bobo convertido por Richarlison.

6,0
Renan Fonseca
Com dificuldades na saída de bola, se sai melhor fazendo o simples. Alguns cortes importantes dentro da área alvinegra no decorrer da partida.

7,0
Igor Rabello
Belo gol logo no primeiro minuto de jogo. Ganhou a maioria de Pedro e não comprometeu atrás. Partida segura do zagueiro revelado no clube.

7,5
Gilson
Mais um jogo titular e mais duas assistências para sua conta, repetindo o jogo com a Portuguesa-RJ. Se destacou nas bolas paradas do Botafogo.

6,0
Rodrigo Lindoso
Tranquilo na contenção do meio e distribuição da bola. Fechou bem os espaços e se manteve firme no combate ao veloz time do Fluminense.

7,0
Dudu Cearense
Além de tomar conta do meio, deu experiência ao time foi coroado com um gol de cabeça (em impedimento). Jogo para ganhar moral com Jair.

6,5
João Paulo
Deu pegada na marcação e conseguia tranquilizar a bola. Cresceu mais de produção no segundo tempo, com o time tendo mais espaço para sair.

5,5
Camilo
Muita disposição, mas pouca efetividade. Depois de toda a polêmica na semana, voltou a atuar centralizado. Pouco produziu na parte ofensiva.

6,5
Guilherme
Correu como poucos em campo. Tanto que apareceu bem na marcação pelas laterais do campo. Ainda deu a assistência para Sassá no gol dele.

7,5
Sassá
Sofreu as duas faltas que resultaram nos primeiros gols do Botafogo. Na etapa final, ganhou fácil da zaga tricolor para guardar o seu no clássico.

5,5
Vinícius Tanque
Acertou a trave de Julio Cesar na chance que teve para o quarto gol. Em algumas situações, acabava pecando pela sua lentidão nas jogadas.

6,0
Pachu
Aberto pela ponta, até aproveitou os espaços dados pelo rival no final da partida. Faltou ter uma chance mais efetiva de marcar seu gol pelo clube.

5,5
Matheus Fernandes
Voltando de lesão, entrou nos 10 minutos finais para readquirir o seu ritmo de jogo e ocupar com maior vitalidade o meio-campo do time alvinegro.

6,5
Jair Ventura
Em um time apenas com reservas, manteve a característica de muita marcação e compostura tática. O gol cedo ajudou no seu plano de jogo.

FLUMINENSE

5,5
Júlio César
Os gols do Botafogo não foram falhas, mas o camisa 22 poderia ter feito mais para evitá-los. No fim, fez boas defesas e evitou um placar maior.

6,0
Luiz Fernando
Improvisado na lateral-direita, o camisa 29 foi bem, especialmente na parte defensiva, com bons desarmes. Discreto na subida ao ataque.

5,5
Frazan
Fez uma partida regular, mas foi batido com extrema facilidade por Sassá no terceiro gol do Botafogo. É jovem, pode evoluir.

4,5
Reginaldo
Sofreu demais na marcação de Sassá. Não foi capaz de acompanhar as arrancadas do atacante, tendo que apelar para as faltas. Expulso no fim.

6,5
Marquinhos Calazans
Já fez a função de lateral outras vezes e correspondeu bem de novo. O garoto tem intimidade com a bola e mostrou qualidade na marcação.

5,0
Orejuela
O equatoriano foi disreto. Com o Botafogo fechado, Orejuela tinha espaço para conduzir a bola na intermediária, mas sem opções de passe.

6,5
Douglas
Não sentiu o ritmo após desfalcar o Flu em quatro jogos. Buscou a bola e criou lances de perigo perto da área do Botafogo.

6,0
Marquinho
Apresentou uma melhora em relação aos seus últimos jogos. Ajudou bastante no combate, mas precisa melhorar a finalização.

5,0
Marcos Junior
Atuação ficou marcada pela claríssima chance perdida no primeiro tempo, quando o rival vencia por 1 a 0. Não voltou para a etapa final.

5,0
Lucas Fernandes
Segue sem aproveitar as oportunidades dadas por Abel Braga. Levou mais perigo ao rival quando atuou pelo lado direito do ataque.

6,0
Pedro
Deu chapéu e caneta, mas faltou o gol. Na melhor chance que teve, cabeceou bem, mas Gatito Fernandez fez grande defesa.

5,0
Osvaldo
Foram 45 minutos em campo e nenhuma chance criada. É verdade que a bola não chegou, mas o camisa 17 poderia ter se apresentado mais.

7,0
Richarlison
Deu maior movimentação ao ataque e precisou ter a bola poucas vezes para ameçar o rival. Sofreu pênalti no fim e cobrou com categoria.

6,0
Sornoza
Já entrou nos minutos finais, após ser pedido pela torcida. Tocou poucas vezes na bola, mas com muita qualidade. Poderia ter entrado antes.

5,5
Abel Braga
O Fluminense teve a posse de bola, mas não estava inspirado. Para piorar, sofreu gol irregular e viu as boas defesas do goleiro adversário.



























































































































E MAIS: