ATUAÇÕES: Douglas e Luis Fabiano são os destaques na vitória do Vasco

O Vasco entrou com força máxima contra o Botafogo na final da Taça Rio. Após um primeiro tempo bastante equilibrado, o Cruz-Maltino foi atrás da vitória, mas somente aos 41 minutos da etapa final, Douglas abriu o marcador e aos 47 do segundo tempo, Luis Fabiano desencantou e carimbou o título do Gigante da Colina. Confira, a seguir, as notas do LANCE! para jogadores e técnicos.

VASCO

7,5
Martin Silva
Fez duas grandes defesas em cabeçadas de Bruno Silva. Seguro como
sempre, ainda atuou de líbero em um lance.

6,0
Gilberto
Teve muito trabalho na marcação com Guilherme pelo seu lado. Só foi
mais para o ataque no segundo tempo.

6,5
Rafael Marques
Muito seguro atrás, confirmando a boa fase. Fez desarmes providenciais
e foi bem nas jogadas de mano a mano.

6,5
Rodrigo
Travou bom duelo com Sassá, ganhando a maioria dos lances. Bem
afastando as jogadas de perigo da área do Vasco.

6,0
Henrique
Exceto por uma bobeada em cabeçada de Bruno Silva, marcou bem pelo
seu lado. Também procurou apoiar o ataque.

6,0
Jean
Apesar de errar alguns passes na defesa, se destacou pela entrega e raça
dentro de campo.

8,0
Douglas
Fez tudo em campo. marcou, organizou as jogadas, apareceu na frente,
criou perigo e marcou o gol que abriu o placar. Mais uma grande atuação.

5,5
Yago Pikachu
Conseguiu chutar algumas vezes para o gol, mas teve uma atuação longe
daquelas que lhe deram a vaga de titular.

5,5
Andrezinho
Deixou a desejar na sua função na criação de jogadas. Errou alguns
passes e pouco produziu em campo.

6,5
Nenê
Buscou jogo e tentou organizar o time do Vasco. Bem em algumas
jogadas individuais e criou certo perigo.

7,5
Luis Fabiano
Incomodou a defesa do Botafogo durante o jogo. No fim, desencantou
marcando o gol que fechou o placar e garantiu o título.

6,5
Guilherme Costa
Entrou no segundo tempo e colocou fogo no jogo. Fez a jogada que
resultou na expulsão de Marcelo pela esquerda do ataque.

6,5
Manga Escobar
Também entrou bem pela ponta esquerda. Tentou algumas jogadas,
bateu para o gol e ainda deu a assistência para Fabuloso

5,5
Wagner
Entrou já perto do fim do segundo tempo. Errou alguns passes e deu
espaços na marcação.

7,0
Milton Mendes
Seu time entrou mais uma vez bem armado, levando poucos sustos. Com
paciência, chegou a vitória no fim do jogo.

BOTAFOGO

5,5
Helton Leite
Não teve culpa nos gols que tomou. Pelo contrário, fez duas boas
intervenções que adiaram o primeiro gol do jogo.

3,5
Marcelo
Zagueiro que é, não pareceu à vontade na lateral, apesar de já ter feito
boas partidas na função. Foi expulso após cometer falta imprudente.

5,5
Renan Fonseca
Preciso na maioria das intervenções, só não conseguiu ajudar tanto na
saída de bola, como o jogo pedia. Mas, no geral, foi bem.

4,0
Igor Rabello
Perdeu grande oportunidade, sozinho. Na marcação, teve estava bem,
mas cortou mal a bola do escanteio que resultou no primeiro gol.

6,0
Gilson
Um dos mais eficientes do time botafoguense, e conseguiu manter o bom
nível do início ao fim da partida.

4,0
Dudu Cearense
Pareceu nervoso, cometendo faltas bobas. Demorou a tomar o cartão
amarelo. Quando Marcelo foi expulso, tentou utilizar a experiência.

4,5
Bruno Silva
Não conseguiu fazer o gol em boa oportunidade que teve no primeiro
tempo. Ajudou menos o ataque do que de costume.

4,5
Matheus Fernandes
Outro com atuação abaixo da média que lhe é habitual. Tanto na
marcação quanto nas chegadas ao ataque poderia ter feito melhor.

5,5
Leandrinho
Solitário na articulação, começou bem, mas não foi efetivo enquanto
esteve em campo. Saiu lesionado no final do primeiro tempo.

5,5
Guilherme
No primeiro tempo, ainda conseguiu fazer algumas jogadas. No segundo,
estava muito pouco produtivo quando foi substituído.

5,0
Sassá
Teve muita dificuldade, principalmente no jogo aéreo, nos duelos com
Rafael Marques e Rodrigo. Quando o time teve um a menos, sumiu.

4,5
Pachu
Tentou dar velocidade ao lado direito do ataque botafoguense, mas não
conseguiu superar a marcação vascaína quase nunca.

5,0
Fernandes
Também improvisado na lateral direita, deu um carrinho desnecessário
em Guilherme Costa. O Vasco passou a atacar muito pelo setor dele.

-
Vinícius Tanque
Entrou já no fim do jogo, numa tentativa desesperada de Jair Ventura por
um gol. Tentou, mas não houve tempo para receber nota.

4,5
Jair Ventura
Os três volantes não conseguiram acertar a marcação, nem ajudar o
ataque. Com um a menos, os reservas não tiveram menos chance ainda.​






















































































































































E MAIS: