ATUAÇÕES: Bruno Silva, Pimpão e Roger se destacam pelo Botafogo

Vinicius Britto

O Botafogo fez sua estreia pela fase de grupos da Copa Libertadores nesta terça-feira, no Nilton Santos, e derrotou o Estudiantes. Pelo Alvinegro, Bruno Silva, Roger e Rodrigo Pimpão foram os mais bem avaliados. Confira as notas abaixo.

BOTAFOGO
6,0
GATITO FERNÁNDEZ
Fez defesas importantes, como na chance de Otero no primeiro tempo. No gol de falta, pareceu pular atrasado na cobrança do mesmo jogador.

6,5
MARCELO
Quebrando o galho novamente pela direita, fez o cruzamento que resultou no gol de Roger. Afobado em alguns lances, ajudou muito na marcação.

7,0
CARLI
O xerife alvinegro não deu sossego a Viatri, ganhando a maioria dos lances. No fim do jogo, comandou a defesa alvinegra na pressão do rival.

5,5
EMERSON SILVA
Lento, sofreu com a qualidade de Otero pelo lado direito. Pelo alto, segue muito firme. No chão, acabou deixando a desejar no decorrer do jogo.

5,5
VICTOR LUÍS
Seu lado acabou sendo muito explorado pelo Estudiantes. Ofensivamente, o lateral pouco apareceu, tendo menos destaque que Marcelo na partida.

6,0
AIRTON
Além da distribuição da bola, Airton foi importante na hora de acalmar a equipe e pensar o jogo. Manteve a vitalidade na marcação no meio-campo.

7,5
BRUNO SILVA
Foi o motor do setor central. Não se omitiu do jogo e deu velocidade e pegada ao time. Deu uma assistência - sem querer - para o gol de Roger.

6,5
CAMILO
Melhor partida do camisa 10 em 2017. Mesmo sem gol, esteve participativo no jogo, saindo dos seus pés os lances de maior perigo do Botafogo.

5,5
MONTILLO
O argentino não fez um grande jogo. Sua movimentação foi correta, mas parecia estar aquém da equipe na questão da intensidade. Deve evoluir.

7,5
RODRIGO PIMPÃO
Está iluminado nesta Libertadores. Não desistiu e aproveitou o vacilo de Ascacíbar para girar bonito e garantir os três pontos do Glorioso.

7,5
ROGER
Desencantou e encerrou o jejum de gols com uma linda meia bicicleta. Quase marcou outro e foi a referência que o time esperava no ataque.

6,5
SASSÁ
Iniciou a jogada pela esquerda que resultou no gol de Rodrigo Pimpão e deumaior dinamismo ao setor ofensivo do time no segundo tempo.

6,0
GUILHERME
Entrou para explorar o contra-ataque com a saída de Roger. Conseguiu participar e ser uma perigosa opção nos minutos finais da vitória,

–––
RODRIGO LINDOSO
Entrou e jogou cinco minutos, não tendo maior destaque no resultado.

7,0
JAIR VENTURA
Aniversariante, levou para casa os três pontos. Enfrentou um adversário bem complicado e seu time correspondeu com a vitória no Nilton Santos.

ESTUDIANTES
6,5
Andújar
Fez defesas importantes e impediu um placar maior dentro do jogo.

6,0
Facundo Sánchez
Fechava bem o lado direito, mas sofreu com Sassá no final.

5,5
Schunke
Pelo chão, conseguiu se manter firme contra um forte rival no jogo.

5,0
Desábato
Acabou falhando nos dois gols do Botafogo dentro da partida.

5,5
Dubarbier
Pelo seu lado que o time do Estudiantes teve maiores problemas.

6,0
Ascacíbar
Firme e com muita disposição. Mas falhou no segundo gol.

6,0
Damonte
Recompôs bem o setor central, dando pouquíssimos espaços.

5,5
Solari
Burocrático dentro do jogo, sendo pouco notado no setor ofensivo.

5,0
Lucas Rodríguez
Quase marcou seu gol no início. Depois, sumiu na partida.

7,0
Otero
Belo gol de falta e um tormento para o Botafogo, caindo pelo lado direito.

5,5
Viatri
Em uma das poucas bolas que ganhou de Carli, chutou prensado. Fez pouco

6,0
Iritier
Entrou e deu maior vigor físico ao meio-campo do Estudiantes na partida.

5,5
Javier Toledo
Para dar maior qualidade ao meio, foi opção no final.

5,5
Cejas
Entrou no final e criou apenas uma situação de perigo dentro da partida.

6,5
Nelson Vivas
Apesar do período sem jogos, seu time foi bem organizado.

























































































































E MAIS: