Atletismo: Tamberi e Barshim renunciam ao desempate e compartilham ouro no salto em altura

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
O italiano medalhista de ouro Gianmarco Tamberi e o bielorrusso que levou o bronze Maksim Nedasekau comemoram pódio na prova de salto em altura, no Estádio Olímpico de Tóquio, em 1º ago. 2021
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O italiano Gianmarco Tamberi e o catari Mutaz Essa Barshim conquistaram o ouro olímpico na prova de salto em altura disputada neste domingo (1º), nos Jogos de Tóquio-2020.

Empatados, o juiz explicou aos atletas que tinham duas opções: disputar um desempate, ou compartilhar o ouro. Os dois amigos então se olharam, apertaram as mãos e celebraram juntos a vitória.

O bielorrusso Maksim Nedasekau completou o pódio, com o bronze.

Os três atletas superaram os 2,37 metros, mas Barshim e Tamberi terminaram em igualdade perfeita, ficando à frente de seu rival no número de tentativas.

Com este ouro, Barshim, de 30 anos, completa sua coleção de medalhas, após conquistar o bronze em Londres-2012, e a prata, em Rio-2016.

Tamberi soma seu ouro olímpico aos já obtidos títulos do mundial "indoor" de 2016 e o europeu, no mesmo ano.

A Itália viveu um de seus grandes momentos nestes Jogos no Estádio Olímpico, em Tóquio, que testemunhou duas medalhas de ouro em menos de dez minutos.

Ao título de Tamberi se juntou a surpreendente vitória do também italiano Lamont Marcell Jacobs nos 100 metros rasos, com um tempo de 9 segundos e 80 centésimos, novo recorde europeu.

rg-kn/fbr/fbx/pm/psr/tt

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos