Atlético tem Vasco como modelo e projeta faturamento recorde com sócio-torcedor

Yahoo Esportes
Atlético definiu o Mineirão como seu estádio para 2020 (Alessandra Torres/AGIF)
Atlético definiu o Mineirão como seu estádio para 2020 (Alessandra Torres/AGIF)

Na próxima semana o conselho deliberativo do Atlético vai votar o orçamento do clube para a temporada. O documento já foi enviado para os conselheiros nessa quinta-feira e divulgado na imprensa. O clube alvinegro projeta faturar R$ 308,7 milhões na próxima temporada. Entre os números disponibilizadas aos conselheiros, alguns se destacam, caso da projeção de faturamento recorde com o Galo na Veia, o programa de sócio torcedor. Para isso, o Atlético tem definidas algumas estratégias e a inspiração está no Vasco.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

A diretoria cruzmaltina soube aproveitar uma onda que se iniciou na torcida e alavancou o número de sócios-torcedores. Já são mais de 170 mil associados, a maior marca no futebol brasileiro, e o número não para de crescer. A meta é passar dos 200 mil inscritos.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O Atlético colocou no orçamento que a previsão de arrecadação com o sócio-torcedor é de R$ 21,5 milhões, o que seria um recorde na história do clube mineiro. Em 2016 foi o ano em que o Galo na Veia mais gerou receita para o clube alvinegro, com R$ 18 milhões. Desde então o Atlético viu o número de associados adimplentes cair e, consequentemente, o faturamento também ficou menor. De acordo com o balanço financeiro de 2018, a receita gerada pelo sócio torcedor foi de R$ 13 milhões e, segundo relatos internos, o faturamento com sócios em 2019 deve ser ainda menor.

Então, como mudar essa tendência de queda e sair para o ano de maior faturamento com o Galo na Veia? A resposta já foi dada por Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético. O dirigente atleticano ligou para Alexandre Campello, mandatário vascaíno. O assunto, claro, foi o trabalho desenvolvido em São Januário para alavancar o número de novos associados. Está marcada ainda para 2019 uma reunião de funcionários do Atlético com os responsáveis pelo sócio-torcedor do Vasco.

“Vamos lançar um novo sócio-torcedor. Não tenho nenhuma vergonha em dizer que, em dado momento, eu falei que não tem condição do Vasco fazer o que está fazendo e nós não fazermos a mesma coisa. Eu entrei em contato com o Campello e fiquei feliz, porque o que está sendo preparado pelo nosso pessoal tem muito a ver com o que eles fizeram lá. Teremos uma reunião com eles”, disse Sette Câmara, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Outra medida adotada pela diretoria alvinegra para alavancar o número de sócios é a mudança de estádio. Depois de oito temporadas tendo o Independência como casa, o Atlético voltará definitivamente para o Mineirão, pelo menos enquanto Sérgio Sette Câmara ocupar o cargo de presidente do clube. Jogar no Gigante da Pampulha também servirá como preparação para a Arena MRV, estádio que será construindo pelo Galo, que terá capacidade para quase 50 mil pessoas. A expectativa é que o novo lar alvinegro esteja pronto durante a temporada 2022.

Veja mais sobre futebol mineiro no Blog de Victor Martins

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também