Atlético cogita ir na Justiça para impedir que tenha jogos transmitidos pela Turner

Victor Martins
·3 minuto de leitura
Atlético visita o Inter, no Beira-Rio, pela 5ª rodada do Brasileirão. Turner quer transmitir o jogo (Bruno Cantini/Atlético)

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nessa quarta-feira as datas e horários das partidas das dez primeiras rodadas do Brasileirão. A estreia do Atlético-MG será contra o Flamengo, em 9 de agosto, um domingo, às 16h, no Maracanã. Jogo que será transmitido pela Globo, pelo Sportv e pelo Premiere (pay-per-view). Ao desmembrar a tabela da competição, a CBF também informou quais as partidas vão ser televisionadas e por quem serão. No caso do Galo, tem atrito nos duelos com Internacional e Coritiba.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

As duas equipes assinaram contrato com a Turner, para a transmissão em canal fechado, enquanto o Atlético tem contrato com a Globo/Sportv. De acordo com a Medida Provisória 984/20, agora os direitos são apenas da equipe mandante, o que possibilita a empresa americana transmitir Internacional x Atlético e Coritiba x Atlético. E é exatamente o que indica a tabela detalhada do Brasileiro. Os duelos pela quinta e oitava rodadas, respectivamente, aparecem com transmissão programada pela Turner e pelo Premiere.

Leia também:

Porém, o Atlético não aceita que suas partidas sejam televisionadas pela Turner, como apurou o Blog. Dois pontos são levados em consideração para a posição tomada pela diretoria do clube mineiro. O primeiro é o contrato de exclusividade assinado com a Globo, em 2016, que garante para a emissora carioca os direitos dos jogos do Galo, pelo Brasileirão, até 2024. O clube quer respeitar o que foi acertado algumas temporadas atrás e evitar qualquer tipo de problema com a Globo.

Outra questão é a legislação em vigor no momento da assinatura do contrato. Em 2016 os direitos de transmissão eram compartilhados pelas duas equipes. Assim, o Atlético entende que precisaria ser remunerado caso tenha alguma partida exibida pela Turner.

Depois da divulgação da tabela do Brasileirão, parte da diretoria alvinegra se reuniu para debater o assunto. A possibilidade de pedir na Justiça que não tenha jogos televisionados pela Turner é real. Antes de tomar essa medida, porém, o clube vai deixar claro sua posição para as empresas envolvidas e também para a CBF. Procurar ou não o caminho judicial será decisão do presidente atleticano, Sérgio Sette Câmara.

Atlético tem dois jogos no “escuro”

Se por um lado a Turner quer transmitir jogos que considera ter direito após a MP 984, a Globo não tem o mesmo pensamento. A emissora mantém a postura adotada durante o Campeonato Carioca e só irá televisionar as partidas dos clubes que tem contrato com ela. Por esse motivo o Atlético tem duas partidas entre as dez primeiras rodadas que não vão ter transmissão, seja na televisão ou até mesmo na internet.

Os confrontos com Athletico-PR e Red Bull Bragantino, pela sexta e décima rodadas, respectivamente, serão acompanhados pelo torcedor como era antigamente, apenas no rádio. Com o agravante de não ter torcida no Mineirão, em função da pandemia causada pelo novo coronavírus. A equipe paranaense até tem contrato com a Globo para a televisão aberta, mas o jogo está marcado para um sábado, dia 29 de agosto. Já o time de Bragança Paulista não tem nenhum acordo para transmissão de suas partidas do Brasileirão.

No entanto, ainda é possível que esses jogos sejam transmitidos, desde que aconteça alguma mudança na situação de momento. Algo que parece muito distante de acontecer.

Veja mais sobre futebol mineiro no Blog de Victor Martins

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter