Atletas reclamam do formato de estreia da escalada nas Olimpíadas

·2 minuto de leitura
Aug 3, 2021; Tokyo, Japan; Nathaniel Coleman of the United States competes in bouldering qualification during the Tokyo 2020 Olympic Summer Games at Aomi Urban Sports Park. Mandatory Credit: Geoff Burke-USA TODAY Sports
Nathaniel Coleman em ação durante os Jogos Olímpicos de Tóquio. Foto: Geoff Burke/USA Today Sports

O formato adotado pelo Comitê Olímpico Internacional para a estreia da escalada vem recebendo muitas críticas por parte dos atletas participantes. Para conquistar o ouro, os atletas têm de competir em três modalidades da escalada: Boulder, Velocidade e Dificuldade. Desse modo, não existe uma separação, e apenas o melhor no geral é premiado.

Para Tom O'Hallaran, que não conseguiu se classificar para a final, o formato adotado não é o mais adequado: "É como se atletas que sempre correram em apenas uma prova tivessem que correr os 100m, 1500m e mais alguma outra", reclamou o australiano.

Leia também:

De acordo com especialistas do esporte, as categorias de boulder e dificuldade são semelhantes e exigem as mesmas habilidades, mas a categoria de velocidade é mais nichada. No entanto, o que vem mais incomodando os atletas é o fato de ter que competir nas três categorias no mesmo dia e em sequência. "É absolutamente exaustivo do ponto de vista físico e mental. Sua pele fica completamente destruída.", afirmou O'Hallaran.

De acordo com Nathaniel Coleman, o formato é completamente diferente do que é utilizado nas Copas do Mundo. Nesse evento, as provas são divididas por categoria. "É muito difícil focar em três disciplinas ao mesmo tempo", afirmou o americano. Coleman se classificou para a final na oitava posição.

Adam Ondra, considerado o melhor do mundo nas categorias boulder e dificuldade, se classificou para a final apenas na quinta colocação. Isso ocorreu porque o tcheco não é especialista na escalada de velocidade, e teve dificuldades para registrar um bom tempo. Adam terminou a prova em 7,46s, mais de dois segundos acima do melhor tempo.

O modelo atual, no entanto, não deve durar muito tempo. Ainda em 2019, membros do COI afirmaram que em 2024 teremos uma separação das categorias. Serão entregues quatro medalhas: Velocidade masculina e feminina, e um combinado entre Dificuldade e Boulder masculino e feminino. Questionado sobre o modelo adotado atualmente, Nathaniel Coleman afirmou: " É uma boa introdução para a escalada. Eu estou animado para que ela deixe de existir".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos