Atletas falam sobre a importância da visibilidade para os esportes olímpicos

NSports reuniu importantes atletas do esporte brasileiro (Foto: Divulgação/NSports)


Nesta semana, a NSports realizou uma ativação na Arena XP, em São Paulo, sobre a visibilidade esportiva no Brasil além do futebol. Com grandes nomes do desporto nacional, como Fofão, ex-atleta de vôlei; Alison dos Santos (Piu), atual campeão mundial dos 400m com barreiras; Bruno Fratus, medalhista olímpico na natação, e Luísa Stefani, tenista e medalhista olímpica, a plataforma possibilitou um bate-papo em relação à importância das transmissões esportivas para os atletas das mais variadas modalidades.

+ Vem mais uma Libertadores? Lembre os títulos internacionais do Flamengo na história

Em um dos momentos mais impactantes do encontro, foi exibido uma entrevista da atleta Aline Silva, medalhista mundial de wrestling. A lutadora contou sobre a felicidade de familiares, amigos e fãs poderem acompanhar as atuações da esportista por meio da cobertura da NSports, em canal feito em parceria com o Comitê Olímpico do Brasil (COB).

- O Canal Olímpico, para mim, é um sonho. Porque, hoje, é muito comum quando começamos a conversar com amigos, familiares ou pessoas na rua sobre a nossa trajetória, sobre o que fazemos no dia a dia e elas ficam inspiradas e loucas para poderem acompanhar, e quando chega a hora da pergunta ‘como eu faço para assistir a sua competição?’, nós sempre falamos, ‘olha é meio difícil’. Mas, dessa vez, todos os convites e todas as pessoas que me perguntaram se eu ia lutar e se tinha como assistir, eu pude responder que, pela primeira vez, ela tinha como assistir e então eu mandei o link - disse Aline.

Durante a cerimônia, a sportech brasileira aproveitou para exibir o trailer de lançamento da sua nova categoria de conteúdos originais. A partir do próximo ano, a NSports disponibilizará diversas obras relacionadas às lendas do esporte nacional. O primeiro documentário publicado pela empresa contará sobre a jornada de Alison dos Santos, atleta de 22 anos que conquistou medalha de bronze nas Olimpíadas de Tóquio.

- Através das transmissões, mostramos ao público momentos únicos do esporte brasileiro. Assistimos sonhos sendo realizados e conseguimos registrar esses instantes que ficam para a eternidade. Esperamos que haja cada vez mais visibilidade para os desportos além do futebol e que mais marcas possam fazer parte disso, como apoiadoras do projeto - pontua Guilherme Figueiredo, CEO da NSports.

O serviço de streaming, que trabalha para democratizar o acesso ao esporte brasileiro, possui mais de 1,3 milhão de pessoas cadastradas em sua base de fãs. Através do Canal Olímpico do Brasil, a sportech tem transmitido diversos eventos gratuitamente, popularizando o conteúdo e levando as imagens para todos os cantos do país.

+ Superliga Feminina de vôlei estreia hoje! Veja onde assistir aos jogos

Além disso, a sportech apresenta 17 canais diferentes voltados para o esporte nacional. Em cada exibição realizada pela plataforma, em média, o público assiste a 36 minutos do conteúdo apresentado. Vale destacar que, somente em 2021, a companhia realizou 1.200 transmissões ao vivo.

- Estamos muito contentes com os resultados que temos alcançado. O depoimento de atletas vencedores, destacando a importância de ter essa visibilidade, reforça que estamos no caminho certo. Nosso desejo é continuar expandindo essa cobertura, democratizando as transmissões e valorizando os novos talentos do país - completa Guilherme.

A NSports garante uma cobertura completa dos eventos em que possui o direito de transmissão. A plataforma conta com comentaristas e narradores especializados, alto profissionalismo na produção das imagens e interação com o público para exibir um conteúdo de qualidade para os telespectadores.