Atletas desencantam, e Palmeiras vence o Ituano pelo Paulistão mesmo com a cabeça no Flamengo

Navarro e Jaílson comemoram o primeiro gol do Verdão (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)


Pensando na Supercopa do Brasil, que acontecerá neste sábado (28), o Palmeiras enfrentou o Ituano com o time completamente reserva nesta quarta-feira (25) e mesmo assim venceu a equipe da casa por 3 a 1, pelo Paulistão, em partida marcada pelos atletas que desencantaram.

> Baixe o pôster do bicampeonato do Palmeiras na Copa São Paulo!

Autor do primeiro gol, o atacante Rafael Navarro voltou a ir às redes após 30 jogos passando em branco. Já Bruno Tabata, que fez o terceiro do Verdão, foi às redes pela primeira vez pelo clube. Lucas Siqueira, contra, fez o outro do Palestra, e Eduardo Person foi quem marcou pelo Ituano.

O Palmeiras lidera o grupo D do Paulistão e segue invicto na competição, com duas vitórias e dois empates. O clube alviverde voltará a campo pela competição estadual na próxima quarta-feira (1º), contra o Mirassol, fora de casa. Já o Ituano, é o lanterna no grupo C e volta a jogar no domingo (29), contra a Inter de Limeira, também como visitante.


+ “O Fred é uma lenda”! Web bomba com memes brincando com sensatez do influenciador no BBB

VERDÃO COM A CABEÇA NO FLAMENGO

Com a Supercopa do Brasil marcada para este sábado (28), o Palmeiras foi escalado com o time completamente reserva para o duelo desta quarta-feira (25), nem mesmo o goleiro Weverton foi até Itu. Os jogadores que devem começar o duelo decisivo contra o Flamengo, no fim de semana, nem viajaram até a cidade do interior de São Paulo.

No banco de reservas, somente sete jogadores foram relacionados, sendo seis crias da base palmeirense: Vinicius Silvestre (goleiro), Garcia (lateral-direito), Naves (zagueiro), Fabinho (volante), Jhon Jhon (meia) e Giovani (atacante). A exceção foi o atacante argentino Merentiel.

ITUANO ASSUSTA, MAS É O PALMEIRAS QUE SAI NA FRENTE

Mas em busca de mostrar valor ao professor Abel, os reservas do Palmeiras pareciam que iam para cima do Ituano. Logo no primeiro minuto, Breno Lopes chegou com perigo, bateu cruzado e mandou para fora, com perigo. Mas foi só isso por um bom tempo. E quando as chances de perigo voltaram, elas foram do Ituano. Primeiro, o atacante Paulo Victor obrigou Marcelo Lomba a trabalhar. Depois, o lateral Raí Ramos apareceu com liberdade pela direita, mas Diego Quirino furou na hora de cutucar para o fundo da rede. A melhor chance, no entanto, foi com Eduardo Person, aos 28 do primeiro tempo, quando o meio-campista do Galo de Itu pedalou e passou com facilidade por Luan e finalizou para fora.

Porém, no minuto seguinte o Verdão deu um banho de água fria no Ituano e abriu o placar. O lateral-esquerdo da equipe mandante, Mário Sérgio, vacilou e perdeu a bola na saída. Mayke fez pressão, ganhou, tocou para Flaco López, que devolveu para o lateral-direito palmeirense. O camisa 12 saiu na cara do gol, mas não foi fominha, rolando para o meio da área. Rafael Navarro chegou escorando para o fundo do gol, abrindo o placar para o Alviverde. O camisa 29, inclusive, desencantou, já que não ia às redes desde maio de 2022.

JOGO MELHORA APÓS O GOL

Dois minutos depois, quase que Navarro marca mais um. O atacante recebeu meio sem ângulo, mas finalizou forte e levou perigo para o goleiro Jefferson Paulino, que fez a defesa.

Porém, já próximo dos acréscimos, Rafael Navarro perdeu um gol incrível, quando recebeu na entrada da pequena área um cruzamento do meia Jaílson, por baixo, mas furou. Outro palmeirense que perdeu um gol importante foi Flaco López, já no tempo extra. O argentino carregou até a área, cortou a marcação, mas finalizou em cima do goleiro adversário.

Do lado do Ituano, Yago chegou uma vez com perigo, fazendo Marcelo Lomba trabalhar.

ITUANO VOLTA EMPATANDO

O Ituano voltou para o segundo tempo com duas alterações: Felipe Saraiva e Marcelo Freitas, no lugar de José Aldo e Yago. A entrada, principalmente de Saraiva, mudou a atitude do Galo, que passou a acelerar o jogo e conseguiu o empate antes dos 10 minutos da etapa final. Paulo Victor disparou pelo lado direito e aproveitou o espaço dado pelo lateral adversário Vanderlan para invadir a área e cruzar para trás. Eduardo Person chegou batendo e igualou o marcador.

Na sequência, o Ituano teve duas grandes chances de virar o jogo. Uma com Felipe Saraiva, que obrigou Marcelo Lomba a trabalhar, outra com Eduardo Person, que mandou para fora.

PALMEIRAS GARANTE VITÓRIA

Após o ímpeto do Ituano no início do segundo tempo, o Palmeiras voltou ao jogo aos poucos e conseguiu a vitória. Antes de marcar o segundo e o terceiro, o Verdão teve um tento anulado, após uma cobrança de escanteio batido por Bruno Tabata pelo lado direito, que o zagueiro Kusevic completou para a rede. Porém, o volante Jaílson tocou com a mão na bola antes.

No minuto seguinte, em novo escanteio pela direita, Tabata colocou no meio da área, Flaco López subiu, mas Lucas Siqueira, do Ituano, tocou primeiro na bola e mandou contra.

E o Flaco protagonizou mais um lance que resultou em gol palmeirense. Aos 36 minutos da etapa final, o atacante foi derrubado por Frazan na área, sofrendo um pênalti. Bruno Tabata bateu no centro do gol e converteu, marcando pela primeira vez com a camisa palmeirense.

+ Confira a tabela do Paulistão e simule os jogos da competição estaudal

ITUANO 1 X 1 PALMEIRAS
CAMPEONATO PAULISTA - 4ª RODADA


Local: Novelli Júnior, Itu (SP)
Data e hora: 25 de janeiro de 2023, às 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Thiago Luis Scarascati
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Amanda Pinto Matias
Árbitro de vídeo: Adriano de Assis Miranda
Público/Renda: 10.169 pessoas / R$ 678.770
Cartões amarelos: José Aldo (Ituano) e Flaco López e Vanderlan (Palmeiras)
Cartões vermelhos:

GOLS: 0-1 Rafael Navarro (29'/1T); 1-1 Eduardo Person (7'/2T); 1-2 Lucas Siqueira (contra) (27'/2T); 1-3 Bruno Tabata (36'/2T)

ITUANO
Jefferson Paulino; Rai Ramos, Rafael Pereira (Frazan, 24'/2T), Bernardo e Mário Sérgio; Lucas Siqueira, Eduardo Person (Andrey Quintino, 28'/2T) e José Aldo (Felipe Saraiva, intervalo); Paulo Victor, Diego Quirino e Yago (Marcelo Freitas, intervalo). Técnico: Carlos Pimentel.

PALMEIRAS
Marcelo Lomba; Mayke, Luan, Kusevic e Vanderlan; Jaílson, Atuesta (Fabinho, 33'/2T) e Bruno Tabata (Giovani, 40'/2T); Breno Lopes (Garcia, 42'/2T), Flaco López (Merentiel, 40'/2T) e Rafael Navarro (Jhon Jhon, 40'/2T). Técnico: Abel Ferreira.