Atleta de 30 anos morre de Covid um mês após perder o pai para doença

·1 minuto de leitura
O atleta Madjer Okde, vítima da Covid-19 aos 30 anos
O atleta Madjer Okde, vítima da Covid-19 aos 30 anos

O atleta Madjer Okde, de 30 anos, morreu na noite do último sábado (8) por complicações do coronavírus, um mês após ter perdido o pai, Antônio Marcos Nunes, pela mesma doença.

Madjer era faixa preta em jiu-jistu e marrom em kickboxing, e realizava treinos de forças e aeróbicos em academias de Cuiabá, onde morava. Ele também era voluntário e professor do Coletivo Cuiabá, projeto social voltado para assistência de crianças carentes em um bairro periférico da capital mato-grossense.

Leia também

Segundo informações do portal G1, o pai morreu em 7 de abril e, no dia 22, o atleta foi internado na enfermaria da Santa Casa de Cuiabá com 70% do pulmão comprometido.

Após piora no quadro de saúde, em 27 de abril, ele foi transferido para um leito na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde foi intubado.

Nas redes sociais, amigos e familiares lamentaram a morte de Madjer Okde.

"Há certas coisas que nossa visão não alcança, e a razão desconhece, eu conheci Madjer Okde, por um breve tempo, mas tornei-me seu admirador, pelo caráter, simpatia e luta pelos seus sonhos! Ele viveu o bom combate por aqui, agora foi estagiar em outra dimensão", disse um amigo.

"Madjer Okde, descanse em paz. Nunca imaginei que a Covid venceria você. Logo você que era um vencedor. Para minha grande surpresa, soube do falecimento também do amigo Marcão, pai do Madjer", postou outro amigo do atleta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos