Atleta da Rio Fighters, argentino Rodrigo Roldan comemora vitória no Future MMA: “trabalho duro para chegar no topo”

·2 minuto de leitura


Morando há cinco anos no Brasil, o argentino Rodrigo Roldan vem colhendo boas experiências profissionais no MMA. Nascido na cidade de Córdova, ele treina na equipe Rio Fighters, do ex-lutador do UFC e do Pride Miltinho Vieira. Na última sexta-feira (24), Roldan lutou no Future MMA 13, que foi realizado na cidade de Santa Luzia, em Minas Gerais, e saiu vitorioso ao derrotar Daniel Bulldog na decisão dividida dos juízes.

“Acho que fiz uma boa luta. Consegui manter o controle o tempo todo e não passei por nenhuma situação de perigo na luta. A performance foi boa, mas com certeza tenho muito mais para mostrar. Faltou soltar um pouco mais minhas mãos para definir a luta, mas estou feliz pela vitória. Essa foi a minha segunda vitória seguida e estou muito grato pelo trabalho que tenho feito com a minha equipe. Estamos mostrando com o nosso suor e esforço diário que estamos prontos para tudo”, declarou.

Antes de lutar no Future MMA, Roldan estava escalado para lutar o LFA, mas acabou pegando Covid e teve que deixar o card. No entanto, ele espera retornar a organização americana para mostrar que está pronto para lutar nos maiores eventos de MMA do mundo.

“Meu próximo passo é lutar no LFA, sem dúvida. Tive esse imprevisto com a Covid. Saí do card e fiquei 12 dias de quarentena. Mas depois disso trabalhei duro com o meu time para voltar ao cage. Quero chegar no topo, esse é o nosso objetivo, e sei que iremos conquistar”, cravou casca-grossa.

Apesar de argentino, Rodrigo Roldan treina e mora no Brasil. Atleta da tropa do veterano Miltinho Vieira, ele garante ter se adaptado ao país sem problemas, motivado pelo combustível de se tornar um grande lutador de MMA.

"Já estou há cinco anos no Brasil. Neste período adquiri uma experiência incrível. A evolução foi ainda maior depois que entrei para a Rio Fighters, há um ano. Com certeza estou mais forte do que nunca e com um arsenal variado", garantiu o lutador de 25 anos, que possui um cartel de oito lutas profissionais, tendo vencido cinco, duas delas por finalização.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos