Atlético-GO vence o Grêmio, que chega a sete jogos sem vitória

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
PORTO ALEGRE, RS, 04.07.2021 – GRÊMIO-ATLÉTICO-GO: Lucão, do Atlético-GO, comemora seu gol com jogadores de sua equipe - Partida entre Grêmio e Atlético-GO, válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2021, realizada na Arena Grêmio, em Porto Alegre, capital gaúcha, na noite deste domingo. (Foto: Victor Lannes/MyPhoto Press/Folhapress)
PORTO ALEGRE, RS, 04.07.2021 – GRÊMIO-ATLÉTICO-GO: Lucão, do Atlético-GO, comemora seu gol com jogadores de sua equipe - Partida entre Grêmio e Atlético-GO, válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2021, realizada na Arena Grêmio, em Porto Alegre, capital gaúcha, na noite deste domingo. (Foto: Victor Lannes/MyPhoto Press/Folhapress)

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Atlético-GO venceu aquele que foi definido como jogo decisivo para o Grêmio. Neste domingo (4), em Porto Alegre, o time de Eduardo Barroca fez 1 a 0 em duelo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro e afundou o clube gaúcho em clima de crise. A equipe gremista chegou a sete jogos sem vitória no campeonato e deve anunciar a demissão de Tiago Nunes.

Lucão, no início do segundo tempo, marcou o gol que garantiu a quarta vitória do Atlético-GO no Campeonato Brasileiro. Brenno, goleiro do Grêmio, evitou placar maior.

A saída de Tiago Nunes é mais que provável. Foi anunciada pela diretoria na quarta-feira, após derrota para o Juventude em Caxias do Sul. Depois de levar 2 a 0 no Alfredo Jaconi, os dirigentes afirmaram esperar um "fato novo" ou a comissão técnica seria demitida.

O Atlético-GO chegou a 13 pontos no Campeonato Brasileiro. O Grêmio segue com dois. Na lanterna e sem vencer em casa há quatro partidas.

Na próxima rodada, o Atlético-GO recebe o Sport e o Grêmio visita o Palmeiras. Os dois jogos serão na quarta-feira (7). No sábado (11), o Grêmio enfrenta o Internacional em clássico na Arena do Grêmio.

Cinco jogos depois, Jean Pyerre voltou a iniciar uma partida pelo Grêmio e não fez nada de muito diferente. O meia-atacante atuou centralizado, à frente da dupla Bobsin e Matheus Henrique, mas não conseguiu agregar profundidade ao ataque.

Posse de bola, uma dose de nervosismo e poucas chances. O primeiro tempo do Grêmio contra o Atlético-GO reservou um desempenho pobre em termos de criatividade na hora de atacar. As melhores oportunidades, até o intervalo, nasceram dos pés de Douglas Costa. E ainda assim, a equipe ficou longe de abrir o placar.

A goleada sofrida na rodada anterior talvez tenha redobrado os cuidados. Menos exposto, o Atlético-GO jogou com linhas baixas e apostou em transições mais conservadoras. Mesmo com um ritmo mais lento, o time visitante conseguiu criar a grande chance do primeiro tempo. Lucão só não abriu o placar graças a defesa de Brenno, à queima-roupa.

A ansiedade acompanhou o Grêmio durante todo o jogo. E diante de um jogo sem grandes chances, alguns jogadores tentaram resolver na base da iniciativa. Ainda no primeiro tempo, Rafinha apareceu dentro da área para tentar cabecear cruzamento.

No início do segundo tempo o Atlético-GO se deparou com mais espaços, por conta da postura do Grêmio. E aproveitou. Dudu fez boa jogada e cruzou rasteiro para Lucão abrir o placar. Logo depois, Brenno precisou fazer outra importante defesa em ataque pelo mesmo lado. No fim, o time goiano recuou linhas à espera de mais brechas.

GRÊMIO

Brenno; Rafinha (Vanderson), Geromel, Kannemann e Diogo Barbosa (Léo Chu); Bobsin (Darlan), Matheus Henrique (Ricardinho), Jean Pyerre, Douglas Costa e Ferreira (Alisson); Diego Souza T.: Tiago Nunes.

ATLÉTICO-GO

Fernando Miguel; Dudu, Oliveira, Éder e Igor; Marlon Freitas e Willian Maranhão; André Luís, Baralhas e Arthur Gomes (Pablo Diego); Lucão (Zé Roberto) T.: Eduardo Barroca.

Local: Arena do Grêmio, em porto Alegre (RS)

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)

Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Edevan de Oliveira Pereira (BA)

VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Cartões amarelos: Victor Bobsin, Alisson, Kannemann (GRE)

Gols: Lucão (GRE), aos nove minutos do segundo tempo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos