Atlético-PR vence o Flamengo e assume a liderança do Grupo 4

Paulo Victor Reis

O Atlético-PR fez valer o mando de campo e venceu o Flamengo na noite desta quarta-feira, por 2 a 1, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Os donos da casa jogaram com inteligência e assumiram a liderança do Grupo 4 da Libertadores, agora com sete pontos, um a mais do que o Flamengo. O Rubro-Negro carioca esteve próximo do empate, mas pecou nas finalizações no segundo tempo.

Na próxima rodada, Flamengo e Atlético-PR jogam em casa, contra Universidad Católica e San Lorenzo, respectivamente. Em caso de vitórias brasileiras, ambos estarão classificados para a próxima fase.

Como já era esperado, o Atlético-PR começou pressionando. O time da casa girava a bola pela área dos visitantes e acertou a trave aos sete minutos, com Nikão. O Flamengo respondeu cinco minutos depois. Guerrero foi lançado na frente, livrou-se de um marcador e chutou colocado, mas a bola foi para fora.

Com o passar do tempo, os cariocas equilibraram as ações e passaram a incomodar mais. O volante Rômulo jogou avançado e, por vezes, fez o papel de meia, aparecendo também na área adversária. Sem o mesmo ímpeto inicial, o Atlético-PR tinha dificuldades para encontrar espaços na defesa do Flamengo e parava na marcação. No entanto, o Furacão saiu na frente aos 35 minutos graças a uma jogada aérea. Rossetto fez um cruzamento em cobrança de falta, e Thiago Heleno subiu mais alto do que Rafael Vaz e cabeceou encobrindo Muralha. O goleiro falhou e ficou perdido no lance.

O Flamengo iniciou o segundo tempo em cima do Atlético-PR, em busca do empate. Guerrero chegou a mandar uma bola para a rede, mas o lance foi corretamente anulado por impedimento. Arão passou a jogar mais avançado no segundo tempo, enquanto Rômulo recuou. Trauco apareceu mais para o jogo e municiava o compatriota, que jogava sozinho no ataque.

O segundo tempo foi, em boa parte, sem muitas emoções e bem equilibrado. Consciente de que precisava daquele "algo a mais", Zé Ricardo mexeu e lançou Matheus Sávio e Leandro Damião. O camisa 18 deixou seu cartão de visitas numa cabeçada no travessão. No rebote do lance, Guerrero quase fez o dele, mas parou em Weverton.

O Flamengo intensificou a pressão nos minutos finais. Aos 35, Damião perdeu um gol sem goleiro. O lance, porém não era de fácil conclusão. Ele subiu e cabeceou por cima do gol. Aproveitando que o Rubro-Negro carioca estava avançando, o Atlético-PR ampliou aos 42 minutos. Eduardo da Silva foi ao fundo, em contra-ataque, e Felipe Gedoz completou para o gol.

O Flamengo descontou com Arão, de cabeça, aos 44. O volante completou escanteio muito bem cobrado por Mancuello. Animado, o time carioca seguiu pressionando, mas não conseguiu o empate.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR 2 X 1 FLAMENGO

Data/Hora



: 26/4/2017
Local: Arena da Baixada, Curitiba (PR)
​Árbitro: José Argote (VEN)
Auxiliares: Luis Murillo (Venezuela) e Jorge Urrego (Venezuela)
​Cartões amarelos: Guerrero, Rafael Vaz e Mancuello (FLA); Weverton (CAP)
Público e renda: 33.463 pagantes / 36.519 torcedores / R$ 1.588.815,00

Gols: Thiago Heleno, 35'/1°T (1-0); Felipe Gedoz, 42'/2°T (2-0); Arão, 44'/2°T (2-1)

Atlético-PR: Weverton; José Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Rossetto (Wanderson, 39'/2°T), Nikão, Lucho (Felipe Gedoz, 5'/2°T) e Coutinho (João Pedro, 20'/2°T); Eduardo da Silva. Técnico: Paulo Autuori.

Flamengo: Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Renê (Matheus Sávio, 25'/2°T); Márcio Araújo (Mancuello, 40'/2°T), Willian Arão e Rômulo (Leandro Damião, 25'/2°T); Gabriel, Trauco e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.



























E MAIS: