Atlético-PR segura o Paraná no Durival Britto e avança às semifinais

O Atlético-PR está nas semifinais do Campeonato Paranaense. Neste sábado, o Furacão visitou o Paraná, no Durival Britto, no segundo jogo das quartas de final do Estadual, e se aproveitou da vantagem conquistada no duelo de ida para segurar um empate em 0 a 0 e garantir vaga para a próxima fase.

Com a classificação, o Atlético-PR espera agora o vencedor do confronto entre Rio Branco-PR e Londrina para saber quem será seu adversário nas semifinais. Já o Paraná, que fez a melhor campanha da primeira fase, se despede após ter feito a melhor campanha na primeira fase.

As semifinais devem ocorrer nos dois próximos finais de semana. Porém, como não há a definição de todos os classificados, as datas e horários seguem indefinidos.

O jogo – A partida teve início com o Paraná buscando tomar conta das ações no campo ofensivo, já que precisava reverter a desvantagem do jogo de ida. No entanto, as chances claras de gol foram poucas. A melhor aconteceu aos 10 minutos. Após cruzamento de Nathan, Renatinho mandou de cabeça para o gol. A bola passou perto da trave de Weverton, mas foi para fora.

Com dificuldades para criar chances, a equipe tricolor pressionou apenas nos minutos finais da primeira etapa. Aos 34, Renatinho avançou pela esquerda, cortou a marcação e bateu cruzado. A bola passou muito perto do segundo pau, não entrando por pouco.

O lance mais polêmico, porém, veio na sequência. Aos 36, Biteco chutou a bola em direção ao gol e ela bateu na mão de Zé Ivaldo. Os jogadores paranistas pediram a marcação do pênalti, mas o árbitro não viu intensão do jogador rubro-negro e mandou o jogo seguir.

Antes do intervalo, o Paraná ainda tentou mais uma vez, aos 40, em jogada que Felipe Alves aproveitou cruzamento de Renatinho e cabeceou para o gol. Novamente, porém, a bola não entrou por muito pouco, mantendo o placar inalterado antes do intervalo.

O Atlético-PR voltou para o segundo tempo melhor e criou as principais chances nos primeiros minutos. Aos três, Gedoz tentou em cobrança de falta e mandou muito perto do gol. Já aos seis, foi a vez do Furacão ter um gol anulado. Eduardo da Silva deu passe para Nikão balançar as redes, mas o atacante estava em posição de impedimento na hora do toque.

Nos minutos seguintes, o Atlético-PR seguiu melhor na partida, anulando as ações ofensivas do Paraná e criando situações de perigo. No entanto, os paranistas aproveitaram um contra-ataque para assustar. Aos 33, Alex Santana arriscou para o gol e carimbou a trave defendida por Weverton.

Apesar da boa chance, o Paraná não voltou a levar perigo ao gol do Atlético-PR. Com isso, o Furacão conseguiu administrar o placar e se aproveitar da vitória por 1 a 0 no jogo de ida para carimbar a classificação para as semifinais.

Outros jogos das quartas de final – O Campeonato Paranaense teve neste domingo mais dois jogos válidos pelas quartas de final da competição. Em jogo realizado no Estádio Albino Turbay, o Cianorte somente administrou a vantagem de 2 a 0 construída no duelo de ida e garantiu vaga nas semifinais após um empate em 0 a 0.

Já em confronto realizado no Estádio Leão da Estradinha, ainda no jogo de ida, o Londrina visitou o Rio Branco, que garantiu vaga nas quartas graças à exclusão do J.Malucelli, e conseguiu uma importante vitória por 1 a 0 fora de casa para abrir vantagem no duelo. O gol do Tubarão foi marcado por Paulo Rangel.

FICHA TÉCNICA

PARANÁ CLUBE 0X0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)

Data: 09 de abril de 2017, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Rodolpho Toski Marques

Assistentes: Luciano Roggenbaum e Daniel Cotrim de Carvalho

Público: 13.018 pagantes

Renda: R$ 414.020,00

Cartões Amarelos: Eduardo da Silva e Felipe Gedoz(Atlético-PR)

Cartões Vermelhos: Nenhum

GOLS: Nenhum

PARANÁ: Léo; Júnior, Eduardo Brock, Airton e Rayan(Kaike); Leandro Vilela, Alex Santana, Renatinho e Guilherme Biteco(Ítalo); Nathan e Felipe Alves(Pedro Bortoluzo)

Técnico: Wagner Lopes

ATLÉTICO-PR: Weverton; Zé Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid(Luiz Otávio), Matheus Rossetto, Lucho González(João Pedro) e Felipe Gedoz(Douglas Coutinho); Nikão e Eduardo da Silva

Técnico: Paulo Autuori