Atlético-PR segura empate contra Paraná e avança à semifinal do Paranaense

Guilherme Moreira
Furacão, que venceu na ida, conseguiu manter a vantagem e eliminou o Tricolor

O Atlético-PR empatou por 0 a 0 com o Paraná neste domingo, na Vila Capanema, pelo jogo de volta das quartas de final e se classificou para a semifinal. No jogo de ida, o time atleticano venceu o clássico por 1 a 0, na Arena da Baixada. É a terceira vez que o Furacão elimina o Tricolor em 4 anos: duas nas quartas de final (2014-17) e uma na semifinal (2016). Todas na casa paranista.

Com problemas na escalação, a equipe rubro-negra veio com José Ivaldo improviso na ala, já que Jonathan foi vetado pelo departamento médico e Léo acabou afastado pela direção. No meio, Deivid entrou na vaga de Otávio, que e lesionou no último treino antes do jogo - o volante não era titular desde junho do ano passado. Já na equipe paranista, as novidades foram Júnior no lugar de Diego Tavares na lateral direita, o meia Guilherme Biteco na vaga do suspenso
Robson e o atacante Nathan na vaga de Pedro Bortoluzo.

Explorando o lado direito da zaga atleticana, o Tricolor começava a assustar. Aos 11, Nathan fez boa jogada e cruzou para Renatinho, sozinho, cabecear, tirando tinta da trave do goleiro Weverton. Apesar de dominar o meio-campo e o duelo no geral, a equipe paranista demorou a criar, de fato, oportunidades e foi para cima a partir dos 30.

Aos 33, Renatinho puxou a bola para a esquerda, jogou na frente e chutou rasteiro, mas ninguém chegou para completar. Na sequência, o time rubro-negro errou na saída de bola, o camisa 10 paranista novamente mandou cruzado e Felipe Alves não alcançou para empurrar pro gol. Com 36, a polêmica. Biteco recebeu na área e finalizou, com a bola batendo na mão de José Ivaldo - o jogador estava com o braço colado ao corpo e a arbitragem não marcou pênalti.

Dois minutos depois, o Furacão chegou pela primeira e única vez na etapa inicial. Eduardo da Silva fez o giro e bateu para defesa de Léo. Pressionando, o Paraná quase marcou no final. Com 40, Biteco cruzou na medida pela direita e Renatinho cabeceou para fora, à direita do arqueiro, assustando o camisa 12.

Na volta do intervalo, a equipe atleticana conseguiu equilibrar a partida e levou perigo no início. Em cobrança de falta, Gedoz mandou uma bomba para fora, mas muito perto da trave. Explorando o contra-ataque, o Atlético-PR aparecia na frente com mais frequência, só que pecava no último passe.

Observando o adversário crescendo, o técnico Wagner Lopes tirou Guilherme Biteco, sem condições físicas para aguentar os 90 minutos, e colocou Ítalo, além de tirar Felipe Alves para a entrada de Pedro Bortoluzo. Porém, aos 24, quem ficou próximo de marcar foi o Furacão. Após bola cruzada na área, ela sobrou na marca de pênalti para João Pedro, que obrigou o goleiro a fazer grande defesa. Com 27, Gedoz arriscou e Léo, novamente, espalmou para evitar o gol.

Na reta final, o Tricolor tentou pressionar e criou a melhor chance com 33. Kaike e Renatinho tabelaram, e o meia tocou para Alex Santana, que chutou na trave de dentro da área. No sufoco e sem muita organização, o time paranista não conseguiu mais nada, com a equipe rubro-negra controlando bem as ações ofensivas.

O empate classifica o Atlético-PR para a semifinal. O Tricolor, primeiro na primeira fase, está fora. Na próxima fase, o Furacão aguarda o vencedor do confronto entre Londrina e Rio Branco, que jogam na quarta-feira, no Estádio do Café - no jogo de ida, o Tubarão venceu, fora de casa, por 1 a 0. A primeira partida da semi acontece no próximo final de semana.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ 0x0 ATLÉTICO-PR

Local


: Vila Capanema, Curitiba
Data-Hora: 9/4/2017 - 18h
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Auxiliares: Luciano Roggenbaum e Daniel Cotrim de Carvalho
Público/renda: 13.016 pagantes/R$ 414.020,00.
Cartões amarelos: Eduardo da Silva, Felipe Gedoz (ATL)

PARANÁ: Léo; Júnior, Airton, Brock e Rayan (Kaike, 25'/2ºT); Leandro Vilela, Alex Santana, Guilherme Biteco (Ítalo, 12'/2ºT), Renatinho e Nathan; Felipe Alves (Pedro Bortoluzo, 22'/2ºT). Técnico: Wagner Lopes.

ATLÉTICO-PR: Weverton; José Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid (Luiz Otávio, 34'/2ºT), Rossetto, Lucho González (João Pedro, 20'/1ºT), Felipe Gedoz (Douglas Coutinho, 37'/2ºT) e Nikão; Eduardo da Silva. Técnico: Paulo Autuori.



























E MAIS: