Atlético-PR passa à fase de grupos da Copa Libertadores

Estadão Conteúdo

Em um jogo muito nervoso, com inúmeros cartões amarelos e quatro vermelhos, o Atlético Paranaense lutou bastante até o final e de forma heroica conseguiu a classificação à fase de grupos da Copa Libertadores. Nesta quarta-feira, no estádio Durival de Brito, em Curitiba, derrotou o Sporting Cristal por 2 a 1, devolvendo a derrota pelo mesmo placar no Peru, na semana passada, e levando a decisão da vaga para a disputa por pênaltis. Mais emoção e vitória por 5 a 4.

A eliminação seria a segunda de um clube brasileiro na fase preliminar da competição continental - a primeira foi do Corinthians para o Deportes Tolima, da Colômbia, em 2011. Na próxima fase, o Atlético integrará o Grupo 1 ao lado de Vélez Sarsfield (Argentina), The Strongest (Bolívia) e Universitario (Peru). A estreia será na próxima quinta, dia 13, em Curitiba, contra o time boliviano.

No jogo, o Atlético teve a torcida do atacante Adriano Imperador, que treina no clube há alguns meses para recuperar a forma física e tem chances de assinar contrato em breve. Em campo, o duelo foi muito nervoso. Só no primeiro tempo, em que o time brasileiro foi superior mas não conseguiu concluir as jogadas de ataque, foram quatro cartões amarelos e dois vermelhos - Zezinho e Balbín foram expulsos aos 18 minutos por trocarem empurrões.

Na segunda etapa, a pressão do Atlético foi enorme e o primeiro gol saiu com o zagueiro Manoel, aos 16 minutos. O problema é que o Sporting Cristal conseguiu o empate saiu logo depois, aos 17, com Ávila, que estaria em posição de impedimento.

Precisando de mais um gol para levar a partida para a disputa por pênaltis, o Atlético não quis mais saber de outra coisa senão atacar. Com um a mais depois que Cossio foi expulso, a pressão foi total e a chance da vitória veio aos 49 minutos, o último, em um pênalti. Ederson cobrou com tranquilidade e deu esperanças para os paranaenses.

Na disputa por pênaltis, mais emoção. O Atlético perdeu cobranças com Deivid e Nathan e ficou novamente perto da eliminação. Mas aí Delgado e Calcaterra, no último chute, erraram e a série de cinco pênaltis ficou empatada em 3 a 3. Após três chutes certeiros, Pedro Aquino mandou a bola no travessão e o time paranaense conseguiu a suada classificação.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 2 (5) x (4) 1 SPORTING CRISTAL

ATLÉTICO-PR - Weverton; Sueliton (Nathan), Manoel, Cleberson e Natanael; Deivid, Paulinho Dias (Mosquito), Zezinho e Douglas Coutinho (Fran Mérida); Marcelo e Ederson. Técnico: Miguel Ángel Portugal.

SPORTING CRISTAL - Penny; Ortiz, Balbín e Delgado; Cossio, Cazulo, Calcaterra, Lobatón e Yotún (Maximiliano Núñez); Ávila (Advíncula) e Leguizamón (Pedro Aquino). Técnico: Daniel Ahmed.

GOLS - Manoel, aos 16, Ávila, aos 17, e Ederson (pênalti), aos 52 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Deivid, Manoel e Cleberson (Atlético-PR); Yotún, Penny, Cazulo e Pedro Aquino (Sporting Cristal).

CARTÕES VERMELHOS - Zezinho (Atlético-PR); Ortiz, Balbín e Cossio (Sporting Cristal).

ÁRBITRO - Antonio Arias (Fifa/Paraguai).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Durival de Brito, em Curitiba (PR).

Lamentamos que você não tenha gostado deste comentário. Informe um motivo abaixo.

Tem certeza?
Classificação falhou. Tente novamente.
Falha na solicitação. Tente novamente.
Promoveremos comentários construtivos e espirituosos para aparecerem primeiro, todo mundo vai vê-los!
Lamentamos, mas não é possível carregar comentários no momento. Tente novamente.
    Os sites do Yahoo Esportes e do Esporte Interativo agora estão separados. Por favor, escolha qual deseja acessar: