Atlético-PR lamenta "início desligado" e confia em crescimento após derrota para o Fla

Guilherme Moreira
Furacão perdeu a liderança do grupo e tem dois jogos em casa na Libertadores

No Maracanã, o Atlético-PR sofreu gols no começo da partida e acabou derrotado por 2 a 1 para o Flamengo pela terceira rodada da fase do grupo 4 da Copa Libertadores. O Furacão admitiu o problema recorrente de demorar a "entrar no ritmo da partida", mas analisa que o clube está evoluindo em campo.

Após um primeiro tempo apático, com dois gols antes dos 15 min iniciais, o time atleticano voltou melhor na segunda etapa e começou a jogar organizadamente. Trocando e girando passes com maior velocidade e objetividade, a equipe achou espaços mesmo com a criação mantendo a dificuldade na temporada. Foram apenas quatro arremates, com Nikão diminuindo aos 13 min.

- Nosso time esteve sem reação, mas ainda teve o controle do jogo. Coletivamente fomos iguais e até melhores. Pagamos o preço pelo início. Saio tranquilo em relação a atuação, o time esteve bem e tentou usar os lados, como saiu nosso gol - avaliou Paulo Autuori.

Apesar do revés, o treinador avaliou positivamente e vê evolução no Furacão. O comandante rubro-negro acredita que o time está em evolução e vai se encorpar ainda mais no decorrer da competição e, principalmente, do restante do ano.

- A equipe está começando a entrar em forma. O problema é entrar tarde no ritmo do jogo. O Certamente vamos subir de produção. Estou satisfeito com a forma coletiva, que vai crescer ainda mais e conseguir resultados. Seremos competitivos - completou.

Com a derrota, o Atlético-PR saiu da liderança para a terceira colocação em seu grupo, com quatro pontos. O Furacão agora recebe o Flamengo no dia 26, às 21h45, na Arena da Baixada. Uma semana depois, no dia 3 de maio, às 21h, o clube brasileiro volta a jogar em casa diante do San Lorenzo-ARG.





E MAIS: