Atlético Paranaense quer vitória fora de casa contra San Lorenzo

AFP
(Arquivo) Jogadores do Atlético Paranaense em Curitiba no dia 21 de outubro de 2015
(Arquivo) Jogadores do Atlético Paranaense em Curitiba no dia 21 de outubro de 2015

O Atlético Paranaense vai até a Argentina para enfrentar o San Lorenzo, nesta quarta-feira, sonhando com a primeira vitória e com a volta do atacante Grafite, pelo Grupo 4 da Libertadores.

O time do técnico Paulo Autuori vem de empate na estreia da fase de grupos contra o Universidad Católica e enfrenta o time do Papa Francisco, que foi goleado pelo Flamengo por 4 a 0, no Maracanã. Por conta da crise da Federação Argentina e da greve dos jogadores, a equipe demonstrou falta de ritmo e cansaço durante a partida.

O Furacão ainda tem o desfalque do meia Carlos Alberto, que levou uma pancada no tornozelo esquerdo contra os chilenos e não se recuperou a tempo para o jogo em Buenos Aires. Mas o Atlético quer usar ao seu favor a falta de tempo de jogo dos argentinos, que fazem apenas a terceira partida oficial em 2017.

Felipe Gedoz assume a vaga do meia e o time vai ter mais uma escalação diferente no ano. Autuori ainda não conseguiu repetir a escalação da equipe nas partidas.

A força dentro da Arena da Baixada foi um dos fatores importantes em 2016, mas ainda não se mostrou presente nesta temporada. Nas partidas da pré-Libertadores e na estreia pela fase de grupos, o Furacão não mostrou a mesma solidez dentro de casa, mas apresentou outra faceta no terreno dos adversários.

Autuori revelou a nova característica do time em 2017: "Deixamos de ganhar em nosso campo, mas fomos nos campos de fora e ganhamos os jogos".

O time conseguiu a classificação nos pênaltis contra o Millionários e venceu o Deportivo Capiatá por 1 a 0, no Paraguai.

- "Obrigação em vencer" -

Os anfitriões são dirigidos pelo uruguaio Diego Aguirre e esboçaram reação no Campeonato Argentino, no sábado, depois de vencerem o Belgrano por 2 a 1. Mas a equipe teve dificuldades e precisou se esforçar para conseguir o triunfo.

O atacante Ezequiel Cerutti revelou que "sempre jogamos para vencer, mas contra o Atlético Paranaense é uma obrigação. Precisamos somar na competição, principalmente jogando em casa, porque precisamos fazer valer o mando de campo. Precisamos ganhar".

"O Atlético tem grandes jogadores. Precisamos ver como eles vão se comportar como visitantes, mas temos que pensar em nós e em como jogar. Tomara que a gente faça um bom time", acrescentou Cerutti, peça fundamental no sistema ofensivo dos "Corvos de Boedo".

Além de tentar buscar a recuperação, depois de ser goleado pelo Flamengo no segundo tempo, a equipe quer pontuar para não ver os rivais se descolarem no grupo da morte, liderado pelos cariocas, com 3 pontos, seguido por Universidad Católica de Chile (1) e Atlético Paranaense (1).

A partida vai ser disputada no estádio Nuevo Gasómetro, na capital argentina, às 19:30h, horário de Brasília, e vai ser comandada pelo trio de arbitragem equatoriano. Roddy Zambrano vai apitar, com auxílio dos bandeirinhas Christian Lescano e Ricardo Baren.

Prováveis escalações:

San Lorenzo: Sebastián Torrico - Mathías Corujo, Marcos Angeleri, Matías Caruzzo e Paulo Díaz o Lautaro Montoya - Franco Mussis e Néstor Ortigoza - Rubén Botta, Fernando Belluschi e Ezequiel Cerutti - Nicolás Blandi.

Treinador: Diego Aguirre.

Atlético Paranaense: Weverton – Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sydcley – Otávio, Lucho González – Nikao, Pablo e Felipe Gedoz – Grafite.

Treinador: Paulo Autuori.

Leia também