Atlético-MG tem desempenho ruim na reta final do turno, aumentando a distância para a ponta do Brasileiro

Valinor Conteúdo
·2 minuto de leitura


O Atlético-MG dependia apenas de si para voltar à liderança do Campeonato Brasileiro após Internacional e Flamengo tropeçarem na última rodada do turno. Porém, a derrota para o Palmeiras por 3 a 0, no Allianz Parque, frustrou os planos alvinegros de ser o “campeão do turno”.

O baixo rendimento do time mineiro já vem de uma sequência de seis jogos. Em 18 pontos disputados, o Galo conseguiu apenas cinco, sendo uma vitória, dois empates e três derrotas.

A equipe mineira só conseguiu vencer o Goiás, em casa. Os outros tropeços foram diante de Fluminense e Sport , empates, os revezes foram para Bahia e Fortaleza, além da derrota desta segunda-feira de finados.

O baixo aproveitamento atleticano na reta final do turno chama atenção, pois o time comandado por Jorge Sampaoli não estava com desfalques, tendo sempre a maioria do elenco à disposição.

O Atlético continua na terceira posição, com 32 pontos, um jogo a menos, do que Flamengo e Internacional, mas mesmo que vença o seu jogo atrasado, ainda dependerá de critérios de desempate para conseguir se tornar líder novamente.

Réver questiona postura do time

Para o capitão Réver, mais uma derrota do Galo teve mais deméritos do time, do que méritos do Palmeiras, o que reforça a percepção da queda vertiginosa do rendimento da equipe alvinegra.

-Não é o Palmeiras que acertou tão bem a marcação, a gente acabou errando transições nossas, fortalecendo o que eles têm proposto nas partidas. Falhamos nessa parte de transição. Quando você peca contra uma grande equipe, o resultado não é outro. Agora temos um jogo em casa para voltar a vencer-disse o zagueiro do Atlético depois do jogo com o Verdão.

A fala do defensor do Atlético-MG também revela uma má fase do ataque atleticano, que marcou cinco gols nas últimas seis rodadas, bem distante do poderoso setor ofensivo apresentado pelo time em boa parte do primeiro turno. O Galo marcou contra o Goiás, Bahia e Fluminense apenas. Em contrapartida, sofreu sete tentos dos rivais rebaixando o aproveitamento da equipe de mais de 70% para 59% dos pontos conquistados.

O Atlético-MG terá a chance de mudar seu rumo no Brasileiro contra outro candidato ao título. A equipe volta a campo no domingo, 8 de novembro, às 18h15, no Mineirão, na estreia do returno do campeonato.