Atlético-MG põe em jogo tabu de 20 anos para evitar crise com a torcida

VICTOR MARTINS

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - A derrota para o Libertad, pela Copa Libertadores, gerou bastante incômodo no Atlético-MG. Passados 18 jogos na temporada 2017, o time do técnico Roger Machado ainda não conseguiu cativar o torcedor com uma sequência de boas atuações. Embora a equipe esteja conseguindo alcançar as metas traçadas, como a liderança do Mineiro e a classificação na Primeira Liga, o nível de atuação tem sido abaixo do esperado.

Neste domingo (23) o Atlético-MG dá uma pausa na Libertadores, para focar na semifinal do Campeonato Mineiro. Para evitar qualquer crise entre time e torcida, é preciso chegar à final do Estadual. Como empatou o primeiro jogo em 1 a 1, no Mineirão, um novo empate, no Independência, garante o Atlético na decisão da competição local pela 11ª vez consecutiva.

Aliás, um tabu de 20 anos está ao lado do Atlético nesta decisão. Desde 1997 que uma equipe do interior de Minas Gerais não consegue levar a melhor contra o clube alvinegro em um mata-mata. O último a conseguir o feito foi o Villa Nova, que acabou aquele ano como vice-campeão, perdendo a disputa do título para o Cruzeiro.

Desde então, sempre que tem final no Mineiro, o Atlético está envolvido. Entre 1998 e 2016, os únicos anos sem decisão foram em 2002 e 2003, com fórmulas diferentes. Portanto, desde a queda para o Villa Nova, o Atlético que tinha Taffarel no gol naquela temporada, jamais foi eliminado por outro time do interior do estado.

Uberaba, Rio Branco, de Andradas, Democrata-GV, Tupi, Ipatinga, Caldense e a própria URT foram alguns dos rivais do interior que enfrentaram o Atlético em mata-mata nas últimas duas décadas. Nenhum conseguiu o que fez o Villa Nova e o que tenta a URT. Para chegar à final do Mineiro, a equipe de Patos de Minas precisa vencer, já que o Atlético fez melhor campanha na primeira fase e joga pelo empate.

Neste período, os títulos que o Atlético não conquistou no Mineiro foram por derrotas para os rivais de Belo Horizonte, América-MG e Cruzeiro. Diante da equipe alviverde foram dois vices, em 2001 e no ano passado. Já contra o time celeste foram duas eliminações em semifinais, em 2005 e 2006, e vices em 1998, 2004, 2008, 2009, 2011 e 2014.