Atlético-MG entra com recurso por punição a Fred e acusa auditor de envolvimento com o Cruzeiro

Atacante que esteve nas Laranjeiras entre 2009 e 2016 reencontra a equipe em partida válida pela segunda rodada do Brasileiro e promete celebrar gols

O Atlético-MG entrou com um recurso no Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG) a fim de pedir a nulidade do julgamento que acarretou na punição de quatro jogos de suspensão ao atacante Fred. O clube alega que o auditor André Bernardes de Castro não tem condições de participar do processo envolvendo o atleta.

Lásaro Cândido Cunha, diretor jurídico do Galo, confirmou que o clube entrou com um pedido de recurso nesta segunda-feira (17), junto ao TJD-MG. Ele alega que o membro do órgão judicial tem ligação com o arquirrival Cruzeiro e cita o artigo 18 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) para explicar o caso:

"A nulidade (do julgamento) porque este auditor que votou no caso estava impedido ou suspeito. Ele trabalha no setor de compras do Cruzeiro. O artigo 18 do CBJD determina que auditor respeite os princípios básicos de imparcialidade. Nós temos uma prova juntada em que provamos o vínculo dele com o adversário. Mas é claro que não vamos divulgar agora. Está anexa ao documento", disse à Goal Brasil.

Segundo o artigo citado pelo diretor jurídico do Galo, um auditor fica impedido de atuar no processo "quando for credor, devedor, avalista, fiador, patrono, sócio, acionista, empregador ou empregado, direta ou indiretamente, de qualquer das partes", "quando se manifestar,  specífica e publicamente, sobre objeto de causa a ser processada ou ainda não julgada pelo órgão judicante" ou "quando for parte".

Na noite da última terça-feira, Fred foi punido com quatro jogos de suspensão pela Quarta Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG). Por 3 votos a 2, ele foi incurso no artigo 254 A (agressão física) por atingir o zagueiro Manoel com um soco.?