Atlético-MG fecha acordo com empresário Giuliano Bertolucci para pagamento de comissões

·1 min de leitura
A dívida alvinegra cresceu nos últimos tempos e preocupa a direção atleticana-(Foto: Reprodução de internet)


O Atlético-MG entrou em acordo com o empresário Giuliano Bertolucci para colocar fim a uma disputa judicial aberta pelo agente de futebol. Bertolucci acionou o Galo no Tribunal de Justiça de Minas Gerais e na Câmara Nacional de Resoluções de Disputas (CNRD), órgão ligado à CBF. O valor no no TJMG era de R$ 6 milhões, enquanto na CNRD os valores são sigilosos.

A informação do acordo foi veiculada pelo GE confirmada pelo LANCE. As ações movidas pelo empreário eram referentes às vendas do atacante Yimmi Chará, ao Portland Timbers, dos Estados Unidos, e do zagueiro Bremer, ao Torino, da Itália, em que o agente teria direito a comissões pelos negócios.

Chará foi vendido por US$ 6 milhões os direitos do zagueiro foram negociados por 5,6 milhões de euros.

O Galo agora precisa resolver outra pendência, dessa vez com outro empresário de renome no meio do futebol: André Cury. Ele cobra o clube na Justiça R$ 50 milhões em comissões. As duas partes reuniram e tentam o comum acordo.

Cury chegou a conseguir bloquear a premiação do Campeonato Brasileiro, cerca de R$ 33 milhões, para pagamento do débito. Todavia, o clube conseguiu a liberação. Em outra ação, foram bloqueadas possíveis valores referentes a futuras vendas de Arana, Guga e Allan. O clube tenta embargar a decisão judicial.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos