Atlético-MG 'detona' VAR no jogo com o Goiás e chama arbitragem de vídeo de 'esdrúxula'

Guga saiu de campo com marcas no corpo e reclamando de uma agressão-(Pedro souza/Atlético-MG)


O Atlético-MG usou suas redes sociais para manifestar a irritação com a arbitragem de video do jogo contra o Goiás, no último sábado, 30 de abril, pelo Campeonato Brasileiro.

O Galo postou o aúdio de um lance em que o lateral-esquerdo Danilo Barcelos machucou Guga, do Galo, deixando até marcas na barriga do jogador alvinegro. A CBF divulgou o áudio da conversa do VAR com a arbitragem de campo, o que deixou o clube mineiro ainda mais revoltado.

O lance questionado pelo Atlético aconteceu aos 4 minutos do primeiro tempo, quando partida ainda estava 0 a 0. O árbitro de campo, Bruno Arleu de Araujo, (Fifa/RJ) entendeu que Barcelos encolheu a perna e não teve intenção de machucar Guga. Na visão do árbitro, Danielo acertou o atleta alvinegro de raspão, dando-lhe apenas o cartão amarelo. Rodrigo D'Alonso Ferreira (CBF/SC), teve o mesmo entendimento do árbitro de campo e não viu o lance como motivo para expulsão, que revoltou o Galo.


-É no mínimo esdrúxula a decisão do VAR. Ou alguém aí, Massa, concorda com a interpretação do VAR na agressão sofrida pelo Guga, no jogo contra o Goiás?- postou o clube nas redes sociais. Ouça áudio acima.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos