Atlético-MG desiste oficialmente de anular jogo com o Palmeiras pelas semifinais da Libertadores

·1 minuto de leitura


A briga do Atlético-MG para conseguir a classificação à final da Libertadores fora dos campos se encerrou. O clube mineiro desistiu oficialmente de tentar anular a partida contra o Palmeiras, no último dia 28 de setembro, quando houve o empate por 1 a 1, que garantiu a vaga na decisão para o time paulista.

O Galo tentou anular o jogo alegando que o atacante Deyverson, ao invadir o campo, teria tornado o gol de Dudu ilegal, mesmo com o VAR instruindo o árbitro a dar cartão amarelo para o jogador do Verdão. A entidade negou o pedido alvinegro, que ainda teria como apelar da decisão. Todavia, o Galo não vai mais buscar mudanças no resultado final da partida.

O Atlético queria anular o gol de Dudu e determinar o resultado final da partida em 1 a 0 para o Atlético, classificando o clube para a final da Libertadores contra o Flamengo, ou que o duelo fosse repetido em data definida pela Conmebol.

Se tentasse apelar à Comissão de Apelações da Conmebol, o clube mineiro teria de gastar 3 mil dólares (cerca de R$ 16,5 mil) nas custas do processo.

O presidente Sérgio Coelho confirmou que o Galo não dará prosseguimento ao caso, pois sabe que as chances de reverter a situação eram muito pequenas.

Assim, o assunto Libertadores 2021 virou passado no Galo, que foca suas energias na busca pelos títulos do Brasileiro e da Copa do Brasil, em que está bem cotado para conquistá-los.

Os mineiros são líderes isolados do Brasileiro, com 50 pontos, 11 mais do que Flamengo e Palmeiras. Na Copa do Brasil, o time de Cuca decide uma vaga na final com o Fortaleza.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos