Atlético-MG atropela o Flamengo, o ultrapassa e assume a vice-liderança

LANCE!
·4 minuto de leitura


O Atlético-MG não deixou o Flamengo nem sequer sonhar com a liderança, que viria no caso de vitória rubro-negra, neste domingo. E o mais gritante na noite: o Galo foi letal e goleou o rival no Mineirão, por 4 a 0, em duelo marcado por dois gols relâmpagos e pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os artilheiros da noite foram Eduardo Sasha (2), Keno e Zaracho.

> Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

A vitória acachapante deixou o Atlético com os mesmos 35 pontos do Flamengo, mas permitiu que a equipe de Jorge Sampaoli, agora vice-líder, ultrapasse o clube carioca no quesito saldo de gols. O Internacional ainda lidera a competição, com 36.

O GALO CANTOU CEDO

Assim como na ida, Jorge Sampaoli (suspenso) preparou o Atlético com três zagueiros para armar uma arapuca, anular as tramas do Flamengo pelos corredores, sobretudo, e sair em velocidade nos contragolpes. Um duelo tático promissor, que ganhou tons de emoção com o Galo cantando logo cedo.

Com sete minutos, o Atlético já tinha feito dois gols. E em dois ataques consecutivos. No primeiro, Sasha recebeu de Savarino, antecipou-se diante do Gustavo Henrique e, em velocidade, só escorou para abrir o placar. Depois, após nova assistência do venezuelano, Keno chapou a bola, em seguida a um novo erro na linha de defesa (desalinhada) rubro-negra.

FLA INOPERANTE

A postura reativa do Atlético passou a fazer mais sentido, contando com a concentração elevada do sistema defensivo. O Fla teve a bola por cerca de 70% do tempo, Gerson e Thiago Maia em movimentação constante para abastecer o ataque, mas as soluções criativas foram escassas. Seja pelo alto ou chão, Natan e Arão até criaram perigo após jogadas áreas, só que nada penoso para Everson até o intervalo.

Atlético-MG x Flamengo
Atlético-MG x Flamengo

Filipe Luís saiu lesionado, no 2ºT (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

REINÍCIO ELÉTRICO

Na saída para o vestiário, Thiago Maia, ao canal "Premiere", falou que o Flamengo iniciou a partida "dormindo". Ao menos o time de Dome não repetiu a sonolência para a etapa final. Na primeira investida, Pedro cabeceou com força, mas Everson, enfim, teve trabalho. No rebote, Bruno Henrique, frente ao gol, acertou o travessão - foram as primeiras finalizações da dupla no jogo.

Já na jogada seguinte, Gustavo Henrique pecou no contra-ataque atleticano e permitiu que Keno ficasse frente a frente com Hugo. Mas a bola subiu. O reinício foi elétrico, com ambos os times em 220v.

O GALO CANTOU MAIS ALTO

Mais aberto, o jogo ganhou em adrenalina e intensidade. E o primeiro a balançar a rede na etapa final foi o lado que já tinha feito isso. Depois de bela jogada de Arana pela lateral, Sasha encontrou uma brecha no frágil miolo de zaga rubro-negra e ampliou o marcador. Um Fla nocauteado com 15 minutos.

Atlético-MG x Flamengo
Atlético-MG x Flamengo

Sasha foi o artilheiro da noite (Foto: Divulgação/Atlético-MG)

ALENTO DE UM LADO, ALERTA DO OUTRO

Melhor mandante do Brasileiro, o Atlético estava 270 minutos sem fazer gols e se mostrando ineficiente na criação. Nesta noite, um alento: o time de Sampaoli deu a bola ao Fla e foi letal nas contundentes investidas ofensivas, voltando a mostrar imponência na briga pelo título.

Já do outro lado, o alerta tornou-se mais gritante. Foi o oitavo gol sofrido somando os dois últimos jogos do Brasileirão. Uma atuação pífia do sistema defensivo, o calcanhar de aquiles de Domènec Torrent. E, sim, oitavo. Savarino, melhor em campo, voltou a aparecer com outra assistência - a terceira no jogo e já na reta final: Zaracho, que havia acabado de entrar, fez o quarto do Galo.

FICHA TÉCNICA
CAMPEONATO BRASILEIRO - 20ª RODADA
Estádio:
Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 8 de novembro de 2020, às 18h15
Árbitro: Savio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel H. da Silva Andrade (DF) e Jose R. Nascimento Junior (DF)
Árbitro de vídeo: José Claudio Rocha Filho (SP)
Gramado: Bom
Cartões amarelos: Alan Franco, Guilherme Arana, Junior Alonso, Marrony (CAM) / Thiago Maia, Everton Ribeiro, Isla (FLA)
Cartões vermelhos: -

GOLS: Eduardo Sasha, 4'/1ºT, (1-0); Keno, 7'/1ºT (2-0); Eduardo Sasha, 13'/2ºT (3-0); Zaracho, 37'/2ºT (4-0)

ATLÉTICO-MG (Técnico: Jorge Sampaoli - suspenso)
Everson; Guga (Zaracho, 36'/2ºT), Réver (Gabriel, 40'/2ºT), Junior Alonso, Igor Rabello e Guilherme Arana; Allan (Borrero, 40'/2ºT), Savarino e Alan Franco; Keno (Marrony, 36'/2ºT) e Eduardo Sasha (Bueno, 24'/2ºT).

FLAMENGO (Técnico: Domènec Torrent)
Hugo Souza; Isla, Gustavo Henrique, Natan e Filipe Luís (Renê, 21'/2ºT); Willian Arão, Thiago Maia (Michael, 20'/2ºT), Gerson e Everton Ribeiro (Lincoln, 32'/2ºT); Bruno Henrique e Pedro (Gabigol, 32'/2ºT).