Atlético-GO marca nos acréscimos e empata com Chape pelo Brasileirão

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Atlético-GO e Chapecoense abriram a 17ª rodada do Brasileirão com empate em Goiânia. Disputado no Estádio Antônio Accioly, o jogo acabou 1 a 1, com os dois times balançando as redes em cobranças de pênaltis revisados pelo VAR. O gol dos donos da casa foi do meia João Paulo enquanto o atacante Anselmo Ramon balançou as redes para os visitantes.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Primeiro tempo:

O primeiro lance de perigo do jogo saiu logo aos quatro minutos. Após cobrança de falta pelo lado esquerdo, Janderson bateu por cima da barreira e a bola passou raspando a rede do lado de fora do gol da Chapecoense.

Aos 30 minutos os visitantes chegaram com perigo pela primeira vez. Após cobrança de escanteio, Anselmo Ramon subiu mais que a defesa do Atlético e conseguiu o cabeceio, mas a bola saiu por cima da meta de Fernando Miguel.

O placar quase foi aberto aos 32 minutos. Após ótima saída em velocidade, Bruno Silva invadiu a área, deixou Wanderson para trás e rolou para Anselmo Ramon, que chutou errado.

Apesar do erro do centroavante, a Chape abriu o placar em lance originado naquele momento. Após o passe, Bruno Silva recebeu um pisão de Wanderson, que foi revisado pelo VAR. Aos 35 minutos, Anselmo Ramon cobrou o pênalti no canto esquerdo e colocou os visitantes na frente do placar em Goiânia.

Atrás do placar, o Atlético chega novamente com perigo novamente aos 39 minutos em mais uma cobrança de falta por Janderson. O atacante bate com força e a bola sai tirando tinta do travessão da Chapecoense.

Aos 41 minutos os visitantes não chegaram ao segundo gol. Em mais um rápido contra-ataque, Fernandinho saiu na cara de Fernando Miguel, driblou o goleiro e só não balançou as redes graças a boa travada de Wanderson, mas o lance foi pausado pela arbitragem por impedimento do atacante da Chape.

Já nos acréscimos, aos 47 minutos, a equipe comandada por Pintado quase fez o segundo gol. Matheus Ribeiro recebeu de Mike e chutou cruzado rasteiro e obrigou Fernando Miguel a trabalhar novamente.

Segundo tempo:

O primeiro lance de perigo da segunda etapa saiu logo aos três minutos e por muito pouco André Luis não empatou o jogo. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para André Luis dentro da pequena área, mas o atacante furou e perdeu uma chance incrível.

Aos 20 minutos o Atlético-GO chegou ao empate, mas que pouco durou. Após cruzamento de Zé Roberto, o zagueiro Oliveira dominou no peito e virou uma bela bicicleta para balançar as redes de Keiller, mas o lance foi anulado por uma posição irregular do centroavante do Dragão na origem da jogada.

Buscando o empate a qualquer custo, o Atlético chegou novamente aos 27 minutos. Após mais uma cobrança de escanteio, a bola sobrou para Arnaldo, que soltou uma bomba e a bola passou muito perto do gol da Chapecoense.

Aos 33 minutos o Dragão chegou novamente com perigo em mais uma bola parada. Natanael cobrou uma falta por cima da barreira e a bola parou na rede por cima da meta dos visitantes.

Lutando pelo empate até o fim, o Dragão foi premiado nos acréscimos. Após revisão do VAR, a arbitragem assinalou pênalti para o Atlético-GO aos 47 minutos por um toque de mão do zagueiro Joilson. Na cobrança, o meia João Paulo deslocou Keiller e igualou o placar em Goiânia

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO X CHAPECOENSE:


Local: Estádio Antônio Accioly, Goiânia (GO)
Data e hora: 21/08/2021 - 17h (de Brasília)
Árbitro: Adriano Barros Carneiro (CE)
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE) e Cleberson do Nascimento Leite (CE)
VAR: Wagner Reway (FIFA-PB)
​Cartões amarelos: Wanderson, João Paulo (ACG); Matheus Ribeiro, Denner, Keiller, Anselmo Ramon, Geuvânio (CHA)
Cartão vermelho: Dudu (ACG)

GOLS: Anselmo Ramon (35'/1°T) (0-1), João Paulo (47'/2°T) (1-1)

ATLÉTICO-GO (Técnico: Eduardo Barroca)

ESCALAÇÃO: Fernando Miguel; Arnaldo, Wanderson (Oliveira, aos 0/2ºT), Eder e Natanael; Willian Maranhão, Gabriel Baralhas (Matheus Barbosa, aos 26/2ºT) e João Paulo; Janderson (Brian Montenegro, aos 0/2ºT), Arthur Henrique (André Luis, aos 0/2ºT) e Zé Roberto (Lucão, aos 29/2ºT).

CHAPECOENSE (Técnico: Pintado)

ESCALAÇÃO: Keiller; Matheus Ribeiro, Jordan, Joilson e Busanello; Alan Santos (Moisés Ribeiro, aos 23/2ºT), Denner (Geuvânio, aos 23/2ºT), Anderson Leite (Laércio, aos 38/2ºT) e Mike (Perotti, aos 38/2ºT); Bruno Silva (Fernandinho, aos 38/1ºT) e Anselmo Ramon.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos